terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Procon descarta falta de gasolina, mas confirma futuro aumento

cid1-posto
Falta e aumento no preço da gasolina voltaram a ser assunto constante, ontem, em Macapá, depois de na semana passada uma balsa deixar de transportar o produto em razão de problemas em Belém, de onde vem o abastecimento do combustível para a capital amapaense.
A diretora-presidente do Procon, Nilza Amaral, informou que de fato o preço da gasolina terá aumento, mas que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) ainda não determinou quando. O Procon, através de acordo com a ANP, é o órgão fiscalizador do setor no estado do Amapá.

Nilza Amaral registrou que o aumento previsto no preço da gasolina será o primeiro do ano. E que tão tão logo a Agência Nacional de Petróleo autorize a medida, o Procon entrará em ação para fiscalizar o cumprimento.
A diretora-presidente do Procon tranquilizou a população sobre os comentários de que faltará gasolina na capital e em outros municípios do estado.
Segundo Nilza Amaral, não há possibilidade da falta de combustível, pelo menos no momento, em virtude do fluxo de abastecimento vir ocorrendo normalmente, procedente de Belém do Pará.
A diretora-presidente esclareceu que os murmúrios da semana passada foram decorrentes do fato de que uma balsa, por problemas que ela não soube identificar, atrasou a navegação até Macapá. “Mas agora tudo está normalizado. Não há ameaça de falta de gasolina”, garantiu Nilza Amaral.
A presidente do Procon esclareceu que a variação de preços da gasolina entre os posto de combustíveis é decorrente de que o valor do produto comum é diferente do aditivado.


Diário Amapá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ação odontológica avalia cerca de 100 pacientes em Santana.

O Centro de Especialidades Odontológicas do Amapá (CEO) realizou cerca de 100 atendimentos de avaliação odontológica.  A ação que atendeu ...