quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Após reunião, professores decidem manter paralisação em Porto de Moz

Foto/Reprodução: Facebook
Durante uma assembleia realizada na sede do Sintepp, nesta quinta-feira, 31, profissionais da educação decidiram manter a paralisação das aulas nesta sexta-feira, 01/09. A decisão contou com o apoio unânime da categoria e da coordenação.


Os educadores estão mobilizando toda classe, pais de alunos, comerciantes e a sociedade organizada para participar do ato que acontece nesta sexta-feira, 01, a partir de 08h da manhã, na câmara de vereadores de Porto de Moz. Neste horário estará acontecendo a sessão, onde está previsto ser votado o projeto que revisa o PCCR, causando corte de direitos dos professores.

A proposta impopular foi encaminhada para câmara a pedido do prefeito Berg Campos (PTB).

Fonte: Porto de Moz em Foco

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Greve de professores é em protesto a votação que pretende cortar direitos do PCCR

Foto/Reprodução
Os profissionais da educação de Porto de Moz, na região Oeste do Pará, prometem paralisar as aulas na quinta (31/08) e sexta-feira (01/09). O protesto seria em repúdio a votação que vai ocorrer na câmara de vereadores, que pretende retirar benefícios do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) que foi conquistado com muita luta pelos professores.

De acordo com informações dos professores, a Coordenação da Subsede do Sintepp falou em reunião que só vai se manifestar após a aprovação do projeto que é considerado um golpe contra os trabalhadores da educação.

A concentração está marcada para iniciar nesta quarta-feira (30) a partir de 18h, em frente ao Salão Paroquial, e vai percorrer todas as ruas da cidade.

Os professores acusam coordenadores do Sintepp e vereadores da base do prefeito Berg Campos (PTB) de estarem se beneficiando de uma suposta "mesada" para fazer " vista grossa" e votar favorável ao projeto que corta direito dos educadores.

A votação está prevista acontecer nesta sexta-feira, 01/09, durante a sessão na Câmara de vereadores de Porto de Moz.

Relembrando que na gestão do ex-prefeito Edilson Cardoso caixões foram queimados, será se a cena vai se repetir?


                                                   CONVITE

Atenção amigos professores chegou a hora e não temos mais tempo para pensar, agora é hora de fazer acontecer.

Diante de toda essa imoralidade, precisamos mostrar que em repúdio ao desrespeito com a classe estaremos iniciando amanhã o nosso grito pelos nossos direitos adquiridos que estão querendo derrubar: você é convidado a partir de amanhã a avisar nossos alunos que não teremos aula na quinta e nem na sexta em repúdio ao que estão fazendo com a classe.

É amanhã quarta feira às 18:00 estaremos aguardando vc com sua moto, carro bicicleta para estarmos em concentração na frente do salão paroquial para sairmos pelas ruas de nossa cidade convidando e esclarecendo para toda população sobre o PCCR.

Nós comprometeremos repor às aulas para nossos alunos assim que tudo seja resolvido. Pois temos anos de dedicação e comprometimento com Educação e jamais queremos prejudicar nossas crianças.

Haja visto, que muito já foi tentando dialogar com gestor e por nenhum momento nos ouvir, tão pouco nos respeito com essa atitude, com alguns vereadores descomprometidos nem se fala.

Mais a certeza é prova que temos é que recurso o município tem nos 60% para continuar nos pagando de acordo com o PCCR vigente. Ouvi-se dizer que ainda tem vereador que tem a ignorância de dizer que diminuindo o salário do professor poderá construir escola. Me polpe, esse precisa mesmo é estudar.

Agora a realidade é a seguinte que do jeitinho que ta a folha dos 40% inchada com salário de auxiliar de 2 mil assim não dá nunca, me diga que isso é mentira, dúvidas? Vá lá no portal da transparência e verá. Então começou a luta. Amanhã às 18:00 em frente ao salão paroquial. Deus nos abençoe.

Fonte: Porto de Moz em Foco

Comissão Mista do Orçamento aprova revisão da meta fiscal de 2017 e 2018

O projeto de lei sobre a revisão da meta fiscal encaminhado pelo governo ao Congresso Nacional foi aprovada no final da noite dessa terça-feira pela Comissão Mista de Orçamento (CMO). Com a aprovação, o projeto será levado à votação na sessão do Congresso Nacional destinada à apreciação de vetos presidenciais, convocada para amanhã (30) às 13h.

A comissão chegou a iniciar a reunião no início da tarde de hoje (29), mas interrompeu os trabalhos após o início das análises de vetos no plenário pelo Congresso Nacional. Segundo o regimento, votações em comissões devem ser suspensas enquanto o plenário estiver em processo de votação.

Na proposta enviada ao Congresso, o governo está revendo as metas fiscais deste ano, que prevê um déficit primário de R$ 139 bilhões; e a do ano que vem, cujo déficit previsto era de R$ 129 bilhões. A proposta do governo prevê a revisão dos próximos dois anos para um déficit primário de R$ 159 bilhões.
O projeto (PLN 17/17) recebeu parecer favorável do relator, deputado Marcus Pestana (PSDB-MG). O parlamentar rejeitou as 67 emendas apresentadas, que também foram rejeitadas pela maioria da comissão.

Os argumentos para revisão da meta são a retração da atividade econômica e a consequente queda na arrecadação federal. Em função desses fatores, com menos recursos entrando no caixa e diante das dificuldades para conter as despesas, há necessidade de modificar as metas fiscais constantes nas leis de Diretrizes Orçamentárias, segundo o governo.

Agência Brasil

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Duplo assassinato na Duca Serra


Foto/Reprodução WhatsApp: As vitimas do homicídio na rodovia Duca Serra
Um homem e uma mulher foram mortos com vários tiros na tarde desta terça-feira (29) por volta de 16h30, quando trafegavam no sentido Santana/Macapá em uma motocicleta na rodovia Duca Serra próximo ao Trevão, área industrial de Santana.

A assessoria de comunicação da PM informou que a central de Operações do 4º Batalhão recebeu uma ligação relatando que o casal trafegava no sentido Santana/Macapá em uma moto de cor vermelha na rodovia Duca Serra, próximo ao Trevão, nas mediações a entrada do ramal do bairro Jardim de Deus, quando dois homens em outra motocicleta cercou o casal efetuando vários disparos de arma de fogo acertando a mulher que caiu da moto. O piloto ainda tentou escapar, mas cerca de 40 metros a frente tombou, ambos morreram no local. Os policiais identificaram capsulas de pistola espalhados no perímetro.

Foto/Reprodução: WhatsApp/ Motocicleta que as vitimas estavam na hora que aconteceu o crime 
Várias viaturas que estão de serviço foram chamadas para dá apoio e fazer o isolamento do local do crime, até a chegada da Policia Técnico Científica (Politec) responsável pela perícia.

Até o fechamento dessa matéria não havia divulgado o nome das vitimas devido não aparece nenhum familiar para fazer o reconhecimento. Como também, a polícia não tem pistas dos supostos assassinos.

Quaisquer informações que possam levar a prisão dos suspeitos podem ser repassadas através do (190) ou pelo número (991083419).

Com informações DRPI/4°BPM

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Vereador Vicente Marques Morre aos 60 anos

Ele estava internado há cerca de duas semanas depois de ser vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), que o deixou em estado grave.

Discreto, mas determinado para sua época, escreveu seu nome como vereador atuante, coerente e habilidoso, Vicente Marques sempre manteve uma postura de luta para melhorar as condições de vida dos moradores. 

Nascido na cidade de Breves (PA) no dia 23 de outubro de 1956, era filho de Ambrósio Viturino Marques e Joana da Silva Marques. 

Até os 11 anos de idade morou em sua cidade natal, tendo uma infância alegre e descontraída, sempre orientado pelo pai, Ambrósio, que era um profissional eficiente do ramo de construção naval. 

Dizia que com o pai aprendeu muita coisa boa, principalmente o gosto pelo trabalho, pela liberdade, ganhando desde pequeno o sentimento de responsabilidade. 

No final da década de 1960 sua família se mudou para Santana, época em que passou a frequentar a escola, matriculando-se no Colégio Barroso Tostes. Nele terminou o curso primário. 

O Ginasial fez no Colégio Augusto Antunes, enquanto o 2º Grau concluiu no Colégio GM de Macapá – antiga Escola Industrial – especializando-se em Mecânica. Ser caboclo marajoara, para ele, era motivo de orgulho. 
Como teve de sobreviver por conta própria, desde jovem, ganhou a vida como comerciante, trabalhando no estaleiro do pai, depois tomou conta de uma embarcação de frete – na linha Macapá/Belém/Macapá. 

Ainda jovem, iniciou a vida pública, a participar da campanha de Azevedo Costa, candidato a prefeito de Macapá, em 1985. 

Seguro com seus atos, Vicente concorreu a vereador na eleição de 1988, a primeira realizada em Santana, em que pôde comprovar sua popularidade: foi o 2º mais votado, disputando pelo PMB (Partido Municipalista Brasileiro), hoje extinto. 

Filiou-se em 1990 ao PFL, do saudoso Comandante Barcellos, pessoa muito estimada pelo vereador e a quem tratava como irmão.
Em 1991,disputou uma vaga na Assembleia Legislativa, não vencendo por causa de 13 votos apenas. Tudo por que dois “Vicentes” estavam participando do pleito: ele e o Vicente do supermercado – e os votos só o nome “Vicente” foram anulados. 

Seguidor do catolicismo, ele sempre buscava em Deus e em Cristo a devida força para superar as dificuldades do dia-a-dia. 

Sua vida familiar era harmoniosa, mantendo um relacionamento de respeito e carinho com a esposa Andréa Giovanna, com que tinha um casal de filhos: Paulo Vinicius e Valéria. 

Pela história do legislativo santanense alcançou seis dos oito mandatos de vereador na cidade, desde sua emancipação política em 1987. 

No entanto, por volta das 19h desta terça-feira (22/08), no Hospital São Camilo, em Macapá, o nobre e respeitado vereador, faleceria aos 60 anos de idade. 

Ele estava internado há cerca de duas semanas, depois de sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral), que o deixou em estado grave.

Fonte: Santana do Amapá

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Adolescente de 16 anos é apreendido pela polícia com arma de fogo


Foto: 4º Batalhão de Polícia Militar
Um adolescente de 16 foi apreendido por volta de 17h07 da tarde desta segunda-feira (21), na rua do Canal do Paraíso, em Santana, acusado de portar uma arma de fabricação caseira e um cartucho calibre 36.

 De acordo com informação da Policia Militar, uma guarnição recebeu a denúncia de populares que havia alguns jovens ingerindo bebida alcoólica, no entanto estavam perturbando o sossego da vizinhança e também portando e exibindo uma arma de fogo.

Os policiais localizaram a residência, porém, ao avistar a viatura, os suspeitos fugiram do local deixando para trás um adolescente de 16. Segundo a PM, ao ser interrogado o menor mostrou onde estava uma arma de fogo de fabricação caseira e um cartucho calibre 36.

O jovem e a espingarda foram apreendido e levado para 1º Delegacia de Polícia Cível [Igarapé da Fortaleza] para presta esclarecimentos ao delegado de plantão.

Com informação: DRPI/4°BPM

Saiba em quais locais poderá ser visto o eclipse solar no Brasil


Regiões Norte e Nordeste serão privilegiadas com a maior visibilidade do fenômeno.

O eclipse solar total só poderá ser visto nos Estados Unidos.

Nesta segunda-feira (21), um eclipse total do sol poderá ser visto nas Américas. O fenômeno, que em sua totalidade será observado apenas nos Estados Unidos, chega ao Brasil de forma parcial, proporcionando aos moradores do Norte e Nordeste do País uma experiência única ao fim da tarde.

De acordo com o Grupo de Astronomia de Pernambuco, na Região Norte, Macapá, capital do Estado do Amapá, terá a maior fração do Sol obscurecido pela Lua, chegando a 41%.

No Nordeste, quem estiver em Fortaleza poderá ver até 40% do sol encoberto pelo satélite natural da terra.

Na Região Centro-Oeste, os moradores localizados na porção norte do Mato Grosso notarão entre 10% e 0% do eclipse parcial.
No sudeste do País, na porção norte de Minas Gerais será possível observar menos que 6% do eclipse parcial. Também na porção norte do Espírito Santo, com bem menos intensidade, os moradores poderão observar cerca de 1,5% do fenômeno.
No Brasil ocorrerá o eclipse solar parcial, que é quando a Lua cobre somente parte do disco solar visto no céu, e o alinhamento não se torna tão exato para o observador ver como um eclipse total.

O eclipse solar total, que só poderá ser visto nos Estados Unidos, acontece quando, para um observador na superfície terrestre, a Lua passa exatamente na frente do Sol, bloqueando a luz de nossa estrela por alguns minutos. Esse tipo de eclipse é visível numa estreita faixa sobre a Terra, o que o torna raro para quem o vê. É no eclipse solar total que, instantes antes ou depois, pode-se ver o fenômeno chamado “anel de diamante”, o qual é um pequeno feixe de luz ainda a ser bloqueado pela Lua durante sua passagem na frente do Sol.
No norte, as capitais que verão o eclipse são:

Macapá/Amapá: 41%
Belém/Pará com 38%;
Boa Vista/Roraima com 37%;
Manaus/Amazonas com 21%;
Palmas/Tocantins com 13%;
Porto Velho/Rondônia com 4%;
e Rio Branco/Acre menos do que 0,4%.
No Nordeste, o fenômeno será visto em:
São Luís/Maranhão com 39%;
Fortaleza/Ceará com 40%;
Natal/Rio Grande do Norte com 36%;
Teresina/Piauí com 32%;
João Pessoa/Paraíba com 32%;
Recife/Pernambuco com 29%;
Maceió/Alagoas com 23%;
Aracaju/Sergipe com 18%;
e Salvador/Bahia com 12%.

Astrologia

O eclipse desta segunda é considerado o evento astrológico mais importante do mês e do ano. Leoninos e aquarianos serão os mais afetados. Entenda as mudanças em cada signo no coluna Estrelar.

Fonte: JC Online

Vagas de emprego do Sine Macapá para 21 de agosto


O Sistema Nacional de Empregos no Amapá(Sine/AP) oferece vagas de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência.

Os interessados podem procurar o Sine/AP, localizado na Rua General Rondon, nº 2350, na praça Floriano Peixoto. Em toda a rede Super Fácil tem guichês do Sine e neles é possível obter informações sobre vagas em Macapá e Santana. Informações pelo número (96) 4009 9700.

Para se cadastrar e atualizar os dados, o trabalhador deverá apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado).
Veja a vaga disponível de acordo com a solicitação de uma empresa:
  • Cabeleireiro – 2 vagas
  • Atendente de telemarketing - 3 vagas
  • Barbeiro - 1 vaga
  • Doceiro - 1 vaga
  • Despachante de aduaneiro - 1 vaga
  • Empregada doméstica - 2 vagas
  • Manicure - 1 vaga
  • Técnico mecânico em automação – 1 vaga
  • Atendente de lanchonete - 2 vagas
  • Estagiário de administração - 1 vaga
  • Estagiário de ciências contábeis - 1 vaga

Fonte: Sine/AP

sábado, 19 de agosto de 2017

Prefeito de Santana Ofirney Sadala sofre derrota em ação do sindicato dos servidores municipais

Julgando mandado de segurança impetrado pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Santana, o desembargador João Lages, do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), concedeu liminar para determinar ao prefeito Ofirney Sadala e ao secretário Eduardo Seabra (Administração) que se abstenham de reconduzir servidores listados no mandado ao cargo de gari até o julgamento final do processo, sob pena de multa de R$ 500 por dia de descumprimento. 

A entidade alegou que no ano de 1998, após aprovação no concurso público para provimento na função de gari, os servidores tomaram posse e entraram em exercício.

Todavia, no dia 1º de novembro de 2006, através da Lei 749/2006, houve a extinção do Grupo Ocupacional de Apoio Operacional e Auxiliar de Nível Fundamental, incluindo a categoria de gari. 

Afirma o sindicato que, em razão da extinção do grupo, no ano de 2007, 59 servidores, por meio de ato administrativo vinculado (aproveitamento), assinaram termo de opção para inserção à função de vigia, tendo vista a extinção do cargo e terceirização do serviço de gari. 

De acordo com o sindicato dos servidores, mesmo com a extinção do quadro de gari e assinatura do termo de opção para vigia, 20 servidores foram surpreendidos com a informação de que deveriam comparecer à secretaria de Obras do município de Santana com vista ao retorno ao cargo de origem. 

Os postos de serviço de vigia, que eram ocupados pelos servidores que assinaram o termo de opção e que foram retirados da função, atualmente estão sendo ocupados por contratos temporários, daí o pedido do “direito líquido e certo de permanência no cargo que optaram; do ato administrativo que se mostra ilegal e abusivo e do preenchimento dos requisitos para concessão da tutela.” 

“Analisando os documentos juntados nos autos e as informações prestadas nas ordens eletrônicas, verifica-se que a ocupação do cargo de vigia pelos servidores que prestaram concurso para o cargo de gari é inconteste. Isto porque, ficou comprovado que houve a extinção do cargo de gari, por força da Lei Municipal 749/2006, bem como a realização do termo de opção para ocupação do cargo de vigia, efetivado desde 2 de janeiro de 2008, razão pela qual entendo restar evidenciada a probabilidade do direito pleiteado, registrou Lages. 

Ao conceder a liminar, o desembargador disse atentar para o fato de que os servidores prestaram concurso público para o cargo de gari e que, após algum tempo trabalhando no cargo para o qual foram aprovados, a própria Administração formulou o termo de opção, oportunidade em que passaram a desempenhar o cargo de vigia, durante quase 10 anos, situação fática que se mostra já consolidada. 

Em relação ao perigo de dano também restou comprovado, na medida em que o ato impugnado tem reflexo direto nos vencimentos dos servidores os quais, a priori, serão reduzidos, daí indispensável à concessão da liminar.

Informações do Diário do Amapá

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Desentendimento acaba em morte atrás da Praça da Juventude



Detento do IAPEN que cumpria prisão em regime aberto domiciliar foi morto a tiros na manhã desta sexta-feira (18), atrás da Praça da Juventude, bairro Hospitalidade, em Santana, distantes 17 quilômetros de Macapá.

Segundo testemunhas, Getúlio de Freitas Guedes, 30 anos, mais algumas pessoas estavam em um ponto de comercialização de drogas, onde faziam uso de bebida alcoólica e substância entorpecente durante toda noite, pela manhã houve uma discussão que culminou na morte da vítima. O autor dos disparos seria um homem conhecido por Beiço, que após o crime fugiu do local.
Foto: Reprodução/WhatsApp
A PM informou que Getúlio de Freitas era detento do IAPEN estava cumprindo prisão em regime domiciliar por crime de furto. Dois homens também foram alvejados, Jean dos Santos Machado, 30 anos, com dois tiros, um em cada braço, região dos bíceps, já Gabriel da Silva Monteiro, cuja idade não foi informada, com tiro na perna direita. Ambos foram socorridos e encaminhados para o Hospital de Emergência de Santana

'Macapá Samba Fest' terá como atração Thiaguinho e Turma do Pagode

Thiaguinho e o grupo Turma do Pagode serão as atrações principais de um festival que vai unir samba, pagode, música eletrônica e funk na capital amapaense. O "Macapá Samba Fest" vai acontecer no dia 26 de agosto, a partir das 20h, no Sambódromo, na Zona Sul da cidade. Os ingressos custam entre R$ 100 e R$ 320 e já podem ser adquiridos nas centrais e on-line.

De acordo com a organização do evento, o festival quer dar ao público amapaense dois dos principais shows de pagode do país e explorar outros gêneros.

A apresentação de Thiaguinho tem como base o CD e o DVD lançados por ele no início do ano, com versões para sucessos da MPB, como "Papel Machê", de João Bosco, "Flor de Lis", de Djavan, e canções que marcaram a história recente do samba e do pagode no país, como "Bombocado", do Art Popular, e "Tô Te Filmando", d'Os Travessos.

Já o grupo Turma do Pagode, que tem mais de 20 anos de carreira, mescla antigos e novos hits, como "Lancinho" e "Deixa em Off".

Completam o festival, as atrações nacionais Rodrigo Féla e Banda (SP), DJ Erick Brown (SP) e MC Loro (PA). A festa também vai contar com a participação de um DJ e três grupos amapaenses.

Serviço

Macapá Samba Fest
Data: 26 de agosto (sábado)
Hora: a partir das 20h
Local: Sambódromo, na Zona Sul de Macapá
Ingressos: R$ 100 (Front); R$ 200 (Camarote Prime); R$ 320 (Samba Fest)
Centrais de venda: BR Entretenimento (Jovino Dinoá e Macapá Shopping); Lojas Rio Jeans (Macapá e Santana); Pizzaria Zero Grau ( Leopoldo Machado); Loja da Claro (Padre Júlio)
Informações: (96) 98142-1400 / 99112-1331

Com informações: G1 Amapá

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Mototaxista é morto a tiros no Provedor II


O crime aconteceu por volta de 14h da tarde desta quinta-feira (17), no bairro Provedor II, em Santana.

Sardelei Pimentel, 32 anos, chegava para deixar uma passageira quando foi surpreendido pelo suposto assassino que efetuou aproximadamente 12 disparos. A maioria dos tiros atingiu a cabeça da vítima, que foi socorrida para o Hospital de Emergência de Santana (HE), porém, não resistiu os ferimentos levando a óbito.

A Polícia Militar (PM) foi chamada e iniciou as buscas para prender os suspeitos. Um homem, identificado pela policia como Michel Dias de Moraes, seria um dos autores do homicídio. Mas, a motivação ainda é desconhecida. A Polícia Civil também foi acionada para ajudar investigar o caso.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Em apenas oito meses de mandato Sadala enfretará a 1º greve

Servidores da Prefeitura de Santana responsáveis pela máquina de arrecadação de impostos decidiram paralisar as atividades nesta quarta-feira (16). Será a primeira greve de servidores na gestão de Ofirney Sadala (PHS), que começou a administrar o município há apenas 8 meses.

A categoria, formada por 35 profissionais, entre agentes de tributos e auditores fiscais da Secretaria de Finanças, cobra a implementação de um plano de cargos e salários.
A decisão de deflagrar greve por tempo indeterminado foi comunicada ao prefeito na semana passada. A lei de planos de cargos foi aprovada na Câmara de Vereadores de Santana na gestão de Robson Rocha (PR).

“Quando o Ofirney assumiu a prefeitura ele disse que ia cumprir, mas depois disse que era inconstitucional. Passamos dois meses discutindo um novo plano, e em maio terminamos. Contudo, o novo texto nunca foi enviado para a Câmara”, explicou Sílvio Guedes, do comando de greve da categoria.

Os servidores acreditam que a paralisação vai prejudicar a arrecadação num momento em que a prefeitura mais precisa aumentar sua receita própria, que hoje é de aproximadamente R$ 1 milhão, entre taxas de alvarás e ISS.
“Vai reduzir em 50% a arrecadação”, garante Guedes.

A prefeitura de Santana ainda não se pronunciou a respeito do assunto. Os servidores estão se organizando para fazer um protesto nesta quarta-feira em frente ao prédio da prefeitura, no Bairro do Paraíso.

Com informações: Selesnafes.com

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Jovem do Acre reaparece: 'Não parava de chorar', diz mãe

Reprodução / Facebook Mãe ainda não conseguiu rever o jovem
O estudante de psicologia Bruno Borges, de 25 anos, reapareceu na manhã desta sexta-feira (11). O jovem, que estava desaparecido desde o dia 27 de março, retornou para casa em Rio Branco, no Acre.

Denise Borges, mãe de Bruno, estava no Santuário de Nossa Senhora de Aparecida, localizado em São Paulo, e ainda não conseguiu rever o filho.
"Ele já falou comigo por telefone, mas não parava de chorar.

Ele me pediu perdão, disse que sentiu essa vibração e por isso voltou. Não tem vaga no avião, mas não tem problema. Nossa Senhora me atendeu", afirmou.
O secretário do Acre afirmou que era uma questão de tempo para o jovem reaparecer. "Ele retornou. Os pais confirmaram que ele já está em casa.

O inquérito que apurava o desaparecimento foi concluído há mais de um mês. Nós sabíamos que era uma questão de tempo para ele voltar", destacou.
"Não vamos ouví-lo hoje, pois esse é um momento de ele se reencontrar com a família", disse o delegado responsável pelo caso, Alcino Júnior.

De acordo com o G1, o estudante não deve ficar na casa onde morava com a família por causa do elevado número de curiosos no local.

Fonte: MSN

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Patati morre em confronto com a PM


Foto/Reprodução: WhatsApp
Odair Mascarenhas Ferreira, 17 anos foi morto com dois tiros que acertaram o tórax em decorrência de oposição à intervenção policial por volta das 19h45, na Travessa 31 de Março, Área Portuária de Santana.

A Polícia Militar (PM) informou que recebeu uma denúncia através da central do 4°Batalhão de Polícia Militar, que um indivíduo conhecido como Patati estaria armado em via pública planejando roubar uma embarcação que estava chegando ao porto da Souzamar.
De posse destas informações as equipes de serviço passaram a realizar diligências. Ao ser avistado, Patati não acatou as ordens policiais e efetuou disparos na direção da guarnição. Esta, por sua vez, se abrigou e a fim de preservar a vida dos populares e da própria guarnição revidou à ofensiva violenta empreendida pelo suspeito.

Ao perceber que havia cessado a injusta agressão, os militares prestaram socorro de urgência ao cidadão até o Hospital Estadual de Santana. Cerca de alguns minutos, após dar entrada naquela casa de saúde, os militares foram informados de que Odair Mascarenhas havia falecido em decorrência das lesões.

Com informações 4ºBatalhão de Polícia Militar.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Presidente da CMS Helena Lima avalia governo Sadala: “Todos sabem que não está nota 10”

Helena Lima rompeu o silêncio e criticou publicamente o prefeito Ofirney Sadala por erros na gestão, rechaçou o corte no duodécimo por parte do Executivo e saiu em defesa da ex-secretária  Francinete Lobato, condenando a sua exoneração precoce na Educação.



Acompanhada dos vereadores Rarison Santiago e Francisco do Carmo Griti, colegas de bancada do Partido Republicano Progressista (PRP), a vereadora professora Helena Lima, presidente da Câmara Municipal de Santana (CMS), concedeu uma entrevista exclusiva ao programa Santana em Debate da 105.9 FM no final da tarde desta segunda-feira, 07, rompendo o silêncio sobre as questões políticas do parlamento e a relação conturbada com o prefeito Ofirney Sadala (PHS).


A presidente da CMS esclareceu as diversas dúvidas sobre a legalidade da antecipação da eleição da Mesa Diretora para o biênio 2019-2020, ressaltando que a nova composição terá a participação da oposição, fortalecendo o poder legislativo, dando mais autonomia e independência frente ao Executivo Municipal.

O pacto com a bancada de oposição, que passa a contar com 4 integrantes na Casa, deve ocupar a vice-presidência com Coló (PSL) e a segunda secretaria com Robson Coutinho (PR). O pacto rachou a base aliada de Sadala e parte dos vereadores que fazem parte da atual Mesa Diretora até dezembro 2018.

Helena Lima lembrou que a eleição só foi antecipada por conta do movimento de um grupo dissidente de 6 vereadores, que teria tentado articular o seu afastamento nos bastidores e que tentam prejudicar a sua gestão e o andamento dos trabalhos na Casa.

Críticas ao governo Sadala

A vereadora Helena Lima afirmou que o governo de Ofirney Sadala (PHS) precisa corrigir os rumos da sua gestão e aprender com os erros cometidos no primeiro semestre de 2017, lembrando que existe um descontentamento de parte da população que ainda espera respostas do prefeito de Santana sobre as promessas feitas durante a campanha eleitoral.

Helena Lima, respondeu aos questionamentos sobre a Educação Municipal e avaliou como negativa a saída da ex-secretária Francinete Lobato, o que acabou prejudicando o planejamento do retorno das aulas na rede municipal após o período de férias no mês de julho.

Helena criticou prefeito Ofirney por troca na Seme
 “Eu como vereadora, professora que sou, vejo que falta muito e ainda está longe de realmente acertar e ter um direcionamento no governo. A gente ver que ainda tem muitas falhas, mas o que a gente observa por ter acesso, está participando de reuniões e indo questionar e fiscalizar em busca das coisas que estão acontecendo, é que a equipe [de governo] trabalha incansavelmente e que tem todo interesse de acertar, mas tem alguns entraves que ainda não conseguiram acertar”, disse a vereadora Helena Lima.

Além de criticar a mudança precoce na Secretara Municipal de Educação (Seme), Helena declarou que como professora, defenderia a permanência da ex-secretária Francinete Lobato, exonerada há duas semanas da pasta, após entregar o cargo por divergências políticas de rumos na pasta e por supostas interferências partidárias e ingerência política do grupo do deputado estadual Jory Oeiras (PRB), aliado do prefeito Ofirney Sadala, que seria o dono do feudo na Educação.

“A Secretaria de Educação é uma das secretarias que você tem prazo para tudo. Uma mudança de gestão traz transtornos e problemas. Essa questão do atraso das aulas é exatamente por conta da mudança de gestão. Isso era inevitável por conta disso, ” criticou a parlamentar.

Sem nota 10

Ao ser provocada para avaliar o desempenho do prefeito Ofirney Sadala à frente da gestão e se ele estaria sendo um bom aluno nos 7 meses de governo, a presidente da Câmara Municipal não titubeou.

“Fica difícil hoje para dar uma nota para o prefeito e dizer o prefeito é nota 10, porque todo mundo sabe que não está nota 10.  A gente espera que chegue a essa nota...a gente ver que ele tenta acertar”, disparou a presidente Helena Lima na primeira avaliação pública como aliada dos primeiros meses da gestão Ofirney Sadala.
Vitoriosa: Decisão de antecipar eleição para o biênio 2019-2020 não agradou os vereadores Fabiano Leandro e Kátia Lima 
Tapetão

A presidente Helena Lima lembrou que a sua reeleição antecipada tem toda a legitimidade do plenário soberano da Câmara, pois contou com o apoio da maioria dos edis e seguiu à risca o Regimento Interno da Câmara e que essa prática já é corriqueira em outros legislativos e foi realizada no passado em outras legislaturas. 

Além do seu voto, Helena Lima obteve mais 8 votos dos seguintes vereadores durante a votação: Anderson Almeida (DEM), Angelo Santos (PCdoB), Coló (PSL), Griti (PRP), Marco Aurélio (PSD), Robson Coutinho (PR), Socorro Nogueira (PT) e Rarison Santiago (PRP).

Os 9 vereadores que apoiaram a reeleição antecipada travam uma batalha política pelo poder dentro da CMS contra outro grupo de 6 vereadores, que chegaram a impetrar com um mandado de segurança para tentar anular a eleição.

Mas ainda nesta segunda-feira, a juíza Eliane Pingarillo decidiu não acatar o pedido de liminar protocolado por um grupo de 5 vereadores: Josivaldo Abrantes (PDT), Katiane Lima (PTN), Jailson Matos (PR), Fabiano Leandro (PR) e Vicente Marques (PSDC), não interferindo por ora no embate político que promete estremecer as relações dentro do poder legislativo e com a base de Ofirney Sadala na Câmara que recorreu ao tapetão.

Fonte: https://portaltucuju.blogspot.com

Homem é morto com característica de execução


O homem foi alvejado com cinco tiros enquanto trabalhava cavando uma fossa.
Tiago Vinícius da Silva, 25 anos, foi morto com cinco tiros por volta das 16h43 da tarde desta quarta-feira (09), enquanto trabalhava cavando uma fossa em uma residência, no bairro Piçarreira em Santana, distante 17 quilometro de Macapá. A vítima foi socorrido, porém morreu a caminho do Hospital de Emergência (HE). Segundo a PM, o suspeito de efetuar os disparos estava numa moto preta.
A vítima estava cavando uma fossa quando o acusado chegou perguntando por ele e em seguida atirou. A Polícia Militar suspeita de crime de execução.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Filho do prefeito de Porto de Moz posa pra foto com pistola em punho


Foto: Reprodução/Facebook: Bruno Campos filho do prefeito Berg Campos exibindo seu brinquedo de estimação
A coisa está assim em Porto de Moz, no Pará: Bruno Campos, filho do prefeito,  Berg Campos, exibe em sua página no Facebook o brinquedinho de estimação: uma pistola.  Fazendo descaradamente apologia ao crime.


Pois é, ele posa com a arma deitado numa rede, exibindo a face do poder municipal, ou do filho de quem manda em Porto de Moz. Como seria de esperar, a postagem provocou polêmica e discussões em vários grupos de  Whatsapp. 


A pergunta não quer calar: o filho do prefeito tem porte de arma? A arma é de quem, dele ou do pai, o prefeito? E mais: como a pistola é de uso militar, o que dizem as autoridades policiais de Porto de Moz?


Uma coisa é certa: o rapaz deveria ter sido chamado para prestar declarações na delegacia da cidade. Não se sabe se foi ou não foi. Afinal, ele praticou uma ilegalidade. Se dentro de casa ou no sítio, não importa. Ilegalidade é ilegalidade.


E deveria ser punido.

Fonte: Blog Ver-O-Fato

ARTIGO | A ilegalidade na pintura dos prédios públicos de Santana

Historicamente, o Município de Santana, assim como muitas cidades brasileiras, tem as cores de seus bens públicos modificadas a cada alternância de gestão política, a depender de suas cores partidárias. 

Desde quando Santana foi emancipada da Capital Macapá, cinco gestões políticas, de cores partidárias diferentes, alternaram-se no comando da Prefeitura: uma na cor azul (Rosemiro e Robson Rocha); outra na cor verde (Geovani Borges); outra na cor amarela (Tadeu Medeiros); outra na cor vermelha (Antônio Nogueira) e, a atual, na cor laranja (Ofirney Sadala). 

Nas gestões de 1989-1992/2001-2004/2013/2016 (Rosemiro e Robson Rocha), as cores dos prédios e impressos públicos tinham a predominância na cor azul, do antigo PL; entre 1993 e 1996 (Geovani Borges), os prédios e impressos públicos passaram a ter a cor verde, do PMDB; na gestão de 1997-2000 (Tadeu Medeiros), as cores passaram a ser amarelas, do PSDB. 

Somente em meados da gestão 2005-2008, foi que o Município regulamentou, através da Lei municipal 798/2007-PMS, de 28 de dezembro de 2007, as cores oficiais do Município de Santana”, dispondo “...sobre a formalidade de seu uso quando da pintura dos prédios municipais...”, padronizando a pintura dos prédios públicos e demais serviços gráficos na cor VERDE em sua predominância. 

Com o vigor da referida Lei, Santana deixou de ser representada pelas cores dos partidos políticos que venciam as eleições. Pelo menos isso ocorreu até o final da última gestão, em 2012. Já pensou se, naquele tempo, os prédios públicos tivessem sido todos pintados na cor VERMELHA, que representava, partidariamente, o então Prefeito Antônio Nogueira, do PT? 

Naquele período, todos os prédios passaram a ter a cor da floresta, o que representa todos nós, amazônidas. As tintas usadas foram as acrílicas que têm maior custo em relação à tinta PVA, no entanto, sua durabilidade é muito maior, resistindo ao desgaste que o tempo provoca. Se sujar, basta lavar que volta à cor original, sem desbotamento (Veja o Prédio da Prefeitura, onde já se passaram 7 anos desde sua inauguração e as cores continuam vivas). 

Portanto, a Lei municipal santanense veio para acabar com duas “farras políticas”: a do gasto de dinheiro com “reformas” desnecessárias e a da personalização partidária do político eleito. 

Durante a gestão de Robson Rocha (2013/2016), mais de 6 (seis) prédios públicos foram repintados na cor AZUL, todos deixados pela gestão de Antônio Nogueira na cor VERDE, numa total afronta à legislação municipal (Placa com identificação da Prefeitura; SANPREV; Casa Brasil, Feira ao lado da Escola Pestana; Posto de Saúde do Paraíso; PETI, no Fonte Nova; Pórticos das entradas da cidade...). 

E, agora, em que o atual Prefeito é um ex-juiz, pensei que a lei iria ser cumprida. Engano meu. Os outros prédios que estão em construção no Complexo Administrativo do Município já estão pintados na cor laranja. Isso mesmo, pintados nas cores do PHS, atual partido político do Prefeito Ofirney Sadala. 

“A juíza Niedja Fernandes Silva, da Comarca de Santana do Matos (RN), determinou a suspensão dos direitos políticos por três anos do ex-prefeito daquele município, Francisco de Assis Silva, por prática de ato de improbidade previsto no artigo 11, I, da Lei n. 8429/92. O Ministério Público Estadual alegou na ação que o acusado foi eleito prefeito (...) e, ao assumir a Prefeitura, passou a utilizar recursos públicos para fazer sua promoção pessoal, quando pintou os prédios públicos nas cores do seu partido, de forma a identificar a sua gestão.” 

Ora, isso tudo, além de crime, é um desprestígio à boa vontade daqueles que corrigiram prática histórica de corrupção e de promoção pessoal. É preciso fazer com que a lei seja cumprida! Com a palavra, os vereadores de Santana e o Ministério Público, fiscais da lei. 


Artigo de autoria de ANTONIO NOGUEIRA é ex-prefeito de Santana/AP

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Cãmara de vereadores de Santana anuncia nova eleição da mesa diretora para o Biênio 2019/2020

Nem iniciou os trabalhos no legislativo santanense nesse segundo semestre de 2017, e fato envolvendo a atual presidência daquela Casa de Leis já está gerando descontentamentos entre vereadores. 

A polêmica  surgiu após a atual presidente da casa  anunciar a realização de uma nova eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Santana referente ao biênio 2019/2020.

Segundo informações que circulam nos “bastidores” do legislativo local, com apenas sete meses à frente da presidência da Casa, a vereadora Helena Lima (PRP) consentiu espontaneamente pela realização dessa nova eleição interna. 

Edital em recesso 

Apesar de respeitar o que determina um dos artigos existentes no Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Santana, que concede o livre árbitro de solicitar a realização de uma nova eleição interna – mesmo estando há pouco tempo na gestão – o que chamou a atenção de alguns edis foi a data da publicação do Edital. 

Segundo consta no documento (que pode ser publicamente lido no mural de entrada da Câmara santanense), o Edital para a realização da eleição da Mesa Diretora foi oficialmente expedido na tarde da última quinta-feira (27 de julho), ou seja, durante o período de recesso em que o legislativo se mantem afastado de suas atividades parlamentares. 
Foto/Reprodução: Presidente da Câmara de vereadores de Santana Helena Lima
“Sem ninguém saber ao certo, ela (a presidente da Câmara) publicou o Edital e montou uma chapa para concorrer ao pleito. Tudo bem que queira uma nova eleição, mas agir durante o recesso, não está favorecendo outras chapas de se candidatarem a tempo”, disse um vereador de Santana, que preferiu não se identificar. 

Conforme segue no Edital, o prazo para que novas chapas de inscrevam encerra no prazo de sete dias a partir da data de lançamento da eleição. Ou seja, como o Edital foi lançado no último dia 27 de julho, o prazo para que novas chapas participem do certame se encerra no próximo dia 03 de agosto (quinta-feira). 

“As chances de haverem outras chapas para concorrerem são mínimas, com certeza muita gente não sabe do concurso”, disse o vereador. 

Indignados

O lançamento desse novo Edital no legislativo santanense pegou de surpresa diversos vereadores que integram a base de apoio do prefeito de Santana Ofirney Sadala (PHS), que se viram indignados com uma atitude considerada até mesmo “indecorosa”. 

O fato chega a ser tão surpreendente que, de acordo com informações, a única chapa inscrita para eleição da Mesa Diretora já teria garantido o apoio de cerca de 70% dos edis – ou de pelo menos 10 vereadores que se mostraram favorável com a aprovação da atitude da atual presidência da Casa – não dando tempo suficiente para que uma 2ª chapa viesse a ser formada. 

“A antecipação de uma nova eleição na Câmara, com apenas sete meses de mandato, não está sendo apenas precoce, mas também muito imoral para a sociedade que ainda não viu bons resultados das ações dessa legislatura”, declarou. 

A atual presidência da Câmara de Vereadores de Santana foi procurada nesta segunda-feira (31/07) pelo blog para tratar dessa nova eleição, mas fomos informados que a direção da Casa ainda cumpria o período de recesso.

Com informações: Blog Santana do Amapá

Ação odontológica avalia cerca de 100 pacientes em Santana.

O Centro de Especialidades Odontológicas do Amapá (CEO) realizou cerca de 100 atendimentos de avaliação odontológica.  A ação que atendeu ...