domingo, 31 de agosto de 2014

Pesquisa Sensus aponta Jatene com 37,9% nas intenções de voto no Pará

Pesquisa também aponta vitória do tucano em caso de 2º turno contra Helder
 



A Pesquisa Instituto Sensus, encomendada pelo Jornal O LIBERAL, aponta que se as eleições para o governo do Pará fossem hoje, Simão Jatene (PSDB) venceria o primeiro turno com 37,9% das intenções de voto, na estimulada. Helder Barbalho (PMDB) ficaria em segundo lugar, com 36,9% dos votos. 

Na sequência aparecem os nomes de Zé Carlos do PV, com 1,1%; Marco Carrera (PSOL), com 1%; Marco Antônio (PCB), com 0,9%; e Elton Braga (PRTB), com 0,6%. Os indecisos somam 15,3% e os que responderam votar em branco ou nulo chegam a 6,3%.

A sondagem ainda revela que Simão Jatene seria reeleito governador do Pará na simulação do segundo turno, com 40,5% das menções de voto. Helder Barbalho ficaria em segundo lugar, com 38,8% das intenções. O percentual dos que ainda não decidiram o seu voto é de 13,7%, enquanto os que vão votar branco ou nulo é de 7%.
  
Por: BRASÍLIA - THIAGO VILARINS Da Sucursal
O Liberal 

sábado, 30 de agosto de 2014

Força Nacional ficará em Belo Monte por mais seis meses

A decisão foi tomada considerando manifestação expressa do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão

Força Nacional ficará em Belo Monte por mais seis meses 
A Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) permanecerá por mais seis meses na região de Belo Monte, no Pará. A determinação está presente na portaria nº 1.406 do Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 26.

O objetivo da presença da Força Nacional na região, conforme cita a portaria, é “garantir a incolumidade das pessoas, do patrimônio e a manutenção da ordem pública, nos locais em que se desenvolvem as obras, demarcações e serviços, na região da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Estado do Pará”. 

O período adicional de 180 dias de presença da FNSP na área começa a contar a partir data de publicação da portaria.
O prazo do apoio prestado pela FNSP poderá ser prorrogado, se necessário. A decisão foi tomada considerando manifestação expressa do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

Em 14 de fevereiro, o Ministério da Justiça já havia autorizado a ampliação da permanência da Força Nacional na região para garantir a segurança durante a execução das obras da usina de Belo Monte por seis meses. Agora o prazo está sendo novamente ampliado.

Fonte: Estadão Conteúdo

Ex-detento executado em praça estava em liberdade há uma semana

POLICIA1-6 MORTO
A polícia apurou que o ex detento José Vagner de Araújo, 32 anos, que cumpriu pena por tráfico de drogas no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), e que foi executado com pelo menos cinco tiros na tarde de quinta-feira, 28, na praça em frente à UBS Marcelo Cândia, no bairro Jardim Felicidade I, havia deixado a prisão há uma semana.
A suspeita da polícia é de que o crime tenha sido um acerto de contas, e existe ainda a possibilidade de que a ordem para executar Vagner tenha partido de dentro da cadeia pública do estado.
O caso
José Vagner estava sentado em um banco da praça que fica na avenida Vereador Júlio Pereira, por volta das 16h, na companhia de um amigo. Dois homens em uma motocicleta se aproximaram rapidamente. Os dois suspeitos desceram do veículo já atirando contra a vítima. O outro homem que conversava com Vagner apenas se afastou e não foi atingido.

POLICIA1-7 MORTO
Segundo uma testemunha, o ex-detento – após levar o primeiro tiro – buscou abrigo embaixo de um trailer que fica na esquina da praça. “Ele entrou ai embaixo para tentar escapar, mas os caras vieram e puxaram ele pelas pernas. Foi quando eles disparam os outros tiros”, contou a mulher.
Na fuga a dupla ainda caiu na moto, mas conseguiu fugir sem ser identificada inicialmente. O corpo foi removido para o Departamento Médico Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) onde passou por necropsia e foi liberado para sepultamento. A Delegacia de Homicídios vai instaurar inquérito para apurar o caso.

Fonte: Diário do Amapá

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

PORTO DE MOZ PASSA POR UM MOMENTO DELICADO DEVIDO À IRRESPONSABILIDADE DE SEUS GESTORES

O MUNICÍPIO JÁ TEVE SEU PREFEITO CAÇADO E O ATUAL PREFEITO TAMBÉM ESTÁ SENDO INVESTIGADO E PODE SER CAÇADO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Vereadores do Município de Porto de Moz-Pará, decidiram pela cassação do Prefeito Edilson Cardoso(PSDB). De acordo com documento enviado e protocolado na Casa de Leis do Município, o Prefeito não teria enviado a prestação de contas do exercício 2013 e do primeiro trimestre de 2014 e que obras estavam paralisadas e havia indícios de contratação de empresas de parentes de um vereador da base aliada do Governo Municipal e por isso a maioria dos Vereadores decidiram pelo afastamento do prefeito pelo período de 180 dias, sob a alegação de atos de improbidade administrativa. A medida seria necessária para que as denúncias pudessem ser investigadas pela Comissão Protestante do Poder Legislativo.

Após o afastamento de Edilson Cardoso, o Vice-prefeito Raimundo dos Santos Duarte Souto"Ray Duarte" (PPS) assumiu o cargo ainda no mês de junho. Informações levantada por uma equipe de reportagem do SBT de Altamira, apontam que de acordo com depoimentos de moradores, da Associação Comercial do Município, Empresários e Ribeirinhos, o afastamento do Prefeito teria causado donos irreversíveis à vários setores, como: Economia, Educação, Saúde e o setor de obras e que diversas denúncias estão sendo feitas contra o atual gestor. Entre as denúncias, estão a demissão de 200 (duzentos) funcionários, o que segundo secretários do prefeito foi necessário para cortar gastos. 
Também são denunciadas reduções em salários dos Técnicos em Enfermagens e Enfermeiros do Hospital e das Unidades de Saúde da Família em Porto de Moz. Segundo a equipe de reportagem, a Seção da Câmara de Vereadores de segunda-feira (25), discutiu principalmente as falhas na saúde pública no município.

Raimundo dos Santos Duarte Souto
Prefeito em exercício em Porto de Moz
 
 A Principal denúncia é de que o atual gestor, teria feito um contrato sem LICITAÇÃO, com uma empresa que pertence ao Vereador Pedro Maciel que é Presidente da Comissão Protestante que investiga as denúncias feita contra o Prefeito afastado e que o irmão do Vereador é dono dos Transportes Escolares. A atual Secretária de Educação, a Srª. Elisângela Pontes"Lila", teria admitido que vários familiares dela havia sido recém-contratados para cargos de confiança da Prefeitura, um deles seria seu cunhado que é sobrinho do atual gestor para o cargo de Coordenador do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola). A Secretária, que acabou de assumir o cargo, teria alugado uma casa no nome de seu esposo para servir de depósito de livros. Além disso, a Secretária Elisângela Pontes"Lila" liberou merenda Escolar no mês de julho, exatamente no dia 07 de julho, mês em que não houve aula.
 
O Material coletado pela Reportagem foi apresentada ao Ministério Público - MP, a pedido do Próprio MP, que pretende Impetrar Ação Processual contra o Secretariado e deverá convocar o Atual Gestor para prestar esclarecimentos a respeito das denúncias feitas contra sua administração.

Por: Valdemídio Silva Com Informações de Sidalécio Souza

Ex-prefeito de Santa Luzia do Pará responderá por improbidade

Prejuízos superam os R$ 8 milhões, segundo as investigações

O ex-prefeito de Santa Luzia do Pará, Lourival Fernandes de Lima, deve responder pelo crime de improbidade administrativa devido a irregularidades cometidas em sua gestão e nas aplicações dos recursos durante o exercício financeiro de 2007. 

A ação civil pública foi ajuizada nesta quinta-feira (28) pelo MPE (Ministério Público do Estado) por meio do promotor de Capanema Nadilson Portilho Gomes. Na ação, o promotor pede ainda a reparação integral dos danos causados.


Entre os pedidos, o promotor de Justiça Nadilson requer o sequestro dos bens do réu, incluindo o bloqueio dos patrimônios, contas bancárias e aplicações financeiras como forma de 'garantia de ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos'. O valor total do prejuízo ao erário é de exatos R$ 8.742.845,27.


Um relatório do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios (apontou irregularidades na gestão do orçamento e nas aplicações dos recursos. Em 30 de agosto de 2010 a conclusão do auditor do TCM mostra as ilegalidades.  

O ex-prefeito teria também descumprido o artigo 22 da Lei 11.494/2007 (Lei do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb) ao aplicar 47,79% dos recursos oriundos do Fundo Estadual de Saúde , em gastos com a remuneração dos profissionais do magistério.

Fonte: ORM News

Bando explode carro-forte

Veículo também foi atingido com pelos menos 50 tiros de armas de grosso calibre quando trafegava na PA-150. Um vigilante ficou ferido, sem gravidade.

Uma quadrilha explodiu um carro-forte, ontem, no município de Moju, no nordeste paraense. Informações não confirmadas indicam que os bandidos roubaram aproximadamente R$ 1 milhão. Assaltantes e seguranças trocaram tiros. Um vigilante foi ferido, mas sem gravidade. Também existe a versão de um bandido foi baleado. As primeiras informações dão conta, ainda, que a quadrilha atirou pelo menos 50 vezes no blindado. O ataque ocorreu na PA-150, por volta das 12h30.

O delegado Eduardo Paisani, da Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, informou que os bandidos entraram em ação entre Moju e Vila Agropalma. 

Conforme o delegado, o carro-forte transportava dinheiro da Prefeitura de Moju. Os bandidos estavam em uma Hilux. Segundo as informações iniciais, o blindado seguia de Belém para Moju, escoltado por seguranças, também da empresa. Naquele trecho da rodovia PA 150, a quadrilha entrou em ação. Ao perceber a intenção dos criminosos, o motorista do carro-forte deu ré no blindado. 

O condutor da camionete fez o mesmo. E os bandidos começaram a atirar na direção do blindado. Os estilhaços de um dos disparos, feito de uma arma de grosso calibre, e que deixou um buraco no capô do carro-forte, atingiu o motorista. Foi quando eles pararam o blindado.

Em busca de proteção, os seguranças correram para o matagal que margeia a estrada. O tiroteio continuou. Provavelmente usando dinamites, a quadrilha explodiu o carro-forte. Pelo menos quatro assaltantes, portando fuzis, participaram da ação criminosa, que, segundo a Polícia Rodoviária Estadual, ocorreu no quilômetro 50 da rodovia, na zona rural de Moju. Conforme a PRE, o bando disparou pelo menos 50 tiros contra o veículo. 

De Belém, equipes da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), da Polícia Civil, foram até o local, para dar início às investigações. Ainda segundo o delegado Eduardo Paisani, foi levada uma pistola dos seguranças e uma escopeta calibre 12, também dos seguranças, ficou no mato. 

As informações iniciais repassadas ao delegado, mas sem confirmação oficial, indicavam que os bandidos levaram R$ 1 milhão. À tarde, policiais civis e militares fizeram uma varredura na área. 

Um homem, que viajava para Belém, passou pelo local quando a ação criminosa estava em andamento. Ele foi até o destacamento da Polícia Militar, em Palmares, a dez quilômetros do local do ataque, para comunicar sobre o roubo. O segurança baleado foi atendido no hospital de Moju e passa bem. 

Policiais militares do Grupamento Tático, de Tailândia, também participaram das buscas aos assaltantes. A ação criminosa vai ser registrada na Delegacia de Moju. Mas o caso também será apurado pelos policiais da DRCO, que investigam a ação dessas quadrilhas. 

A empresa de segurança Prosegur, proprietária do carro-forte, não informou o valor roubado. Mas disse que está a disposição das autoridades policiais para ajudar nas investigações. 

Canaã dos Carajás

Um grupo de assaltantes arrombou a agência do Banco do Brasil de Canaã dos Carajás, no sudeste do Estado, na madrugada de ontem. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o crime, ocorrido por volta de 3 horas. Os homens arrombaram a frente do prédio usando pés de cabra e chaves de fenda. Pela manhã, os funcionários constataram o arrombamento. 

O valor levado pelos bandidos não foi informado. À tarde, peritos estiveram no local. Para ajudar nas investigações, policiais vão analisar as imagens de câmeras de segurança da agência.

O Banco do Brasil confirmou a ação criminosa e disse que o arrombamento ocorreu na madrugada, horário em que a agência não funciona. O prédio será fechado hoje, já que circuitos de dados foram danificados. A manutenção será feita por uma empresa terceirizada. Por isso, o banco não sabe informar quando a agência irá retomar o atendimento ao público. 

A assessoria do Banco do Brasil não confirmou se os assaltantes conseguiram levar algo da agência, mas disse que o caso foi registrado na polícia e já está sendo investigado. 

As informações são do G1 Pará.

Justiça suspende programação de emissoras de ex-senador

:
Uma liminar concedida nesta quinta-feira (28), pelo Desembargador Carlos Tork, Juiz Substituto do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), determinou a suspensão do sinal de todas as emissoras de rádio e televisão do Sistema Beija-Flor de Comunicação Ltda, de propriedade do ex-senador e candidato a reeleição Gilvan Borges (PMDB)

  Com isso, as transmissões de todos os veículos que compõe o grupo estão interrompidas, até o dia 5 de outubro de 2014. As emissoras, mesmo multadas pelo TRE, insistiam na prática de crimes eleitorais através de programas diários produzidos para atacar adversários políticos e promover a candidatura do próprio Gilvan e também do candidato ao governo Waldez Góes (PDT), apoiado pelo PMDB.  
A liminar foi proferida em Ação de Investigação Judicial Eleitoral, movida pela Coligação Frente Popular a Favor do Amapá, formada pelos partidos políticos PSB/PT/Psol/PCdoB.

Conforme a decisão, na programação dos veículos de comunicação que integram o Sistema Beija Flor, formado por duas emissoras de TV e 16 de rádios, foram veiculadas matérias que excederam o limite da crítica e ao direito de opinião, provocando desequilíbrio no pleito eleitoral, em desfavor da coligação representante e favorecendo as candidaturas de Waldez Góes (PDT) ao Governo do Amapá, Gilvam Pinheiro Borges (PMDB) ao Senado e Marcos Reátegui à Câmara Federal.

Os veículos de comunicação que estão com a programação suspensa são: TV Tucuju, TV Tarumã, Rádios 201,9 FM,Antena 1, Tarumã FM (Macapá); Laranjal do Jari FM; Itaubal FM; Mazagão FM; Vitória FM; Pracuúba FM; Tartarugalzinho FM; Araguari FM; Calçoene FM; Lorenço FM; Base FM 91,9 (Oiapoque); Piuara FM (Porto Grande); Cutias FM; Manganês FM (Serra do Navio); Amapari FM e Tartarugal FM todas de propriedade da família de Gilvan Borges.

A liminar determina ainda que as emissoras deverão funcionar somente para a transmissão do horário eleitoral gratuito, e a cada 15 minutos, durante o período de suspensão, anunciar que estão fora do ar por desobediência à Lei Eleitoral.

O não cumprimento voluntário da decisão, em até 24h, ensejará em multa diária no valor de R$ 15 mil (Quinze mil reais), além da imputação de crime de desobediência aos representantes legais das empresas.

O candidato ao senado juntamente com a família são proprietários do maior grupo de veículos de comunicação do Estado, concessões obtidas durante os mandatos do peemedebista no Senado ou Câmara Federal. 

As emissoras de rádio estão distribuídas nos 16 municípios do Estado cumprindo o mesmo papel político. Além de Gilvam outros dois integrantes da família Borgess, irmãos de Gilvam, disputam as eleições concorrendo a Câmara Federal e a Assembleia Legislativa do Estado.

Amapá 247

BANDIDO DO TRÁFICO DE DROGAS TROCA TIROS COM O BOPE E ACABA MORTO

policia
O traficante Elton Quadros Ataíde, 33 anos, o “Cabuçu”, foi morto na tarde de ontem, 28, durante confronto com homens do Comando de Operações Especiais (COE), unidade do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em área de mata na foz do rio Mazagão. 

Segundo o capitão Kleber, a comunidade havia denunciado uma movimentação estranha no pacato vilarejo. Após fazer o levantamento inicial, os policiais foram até à área prender o elemento que era considerado foragido de Justiça.
“Assim que a guarnição chegou ao porto da casa foi recebida à bala. O elemento usou uma arma de cano longo no primeiro momento. Depois ele correu para área de mata onde passou a efetuar disparos contra a equipe usando uma pistola calibre 380. No revide ele acabou alvejado e morto”, disse o capitão do Bope na 1ª Delegacia de Polícia de Santana onde a ocorrência foi registrada.


Em revista no imóvel onde Cabuçu estava homiziado os policiais encontraram 23 de crack que estavam embalados e escondidos em um tonel. As armas usadas pelo criminoso foram apreendidas e entregues à polícia judiciária.
Elton Cabuçu era considerado um dos maiores traficantes do Amapá. Ele não aparecia nos centros urbanos por causa dos mandados de prisão.
Segundo a polícia, Cabuçu atuava diretamente nas rotas alternativas e de difícil vigilância pela polícia por causa do acesso difícil. Era desses pontos que ele fazia a distribuição da droga que chegava até Mazagão, Santana e outros municípios por meio de pequenas embarcações. 

Fonte: Diário do Amapá

Ladrão cara de pau ainda deu “bom dia” a funcionários de loja

policia4-1 roubo
Cara de pau, e em regime de prisão domiciliar pelo crime de roubo, Bruno Kennedy Castelo, 36 anos, foi preso na manhã de ontem, 28, no centro comercial de Macapá, após furtar objetos de uma loja de importados localizada próximo à Praça Veiga Cabral. Segundo o sargento José Luiz, do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) que comandou a prisão, Bruno entrou na loja, pegou uma sacola e colocou dentro peças íntimas e sapatos.

Depois de “fazer as compras”, o elemento saiu pela porta da frente na maior cara de pau, ainda desejando bom dia aos vendedores. “Ele já estava sendo monitorado pelo segurança da loja que desconfiou da atitude do suspeito. Nós fomos acionados e o prendemos na saída da importadora com o produto do furto. É um caso atípico”, disse o sargento.
Irônico, Bruno disse que estava fazendo uma “comprinhas” e que havia esquecido de passar no caixa. Quando questionado sobre como iria pagar a mercadoria, o elemento sorriu e disse que também havia esquecido o dinheiro em casa. Ele foi apresentado na Seccional de Flagrante do Pacoval onde foi indiciado por furto.

Fonte: Diário do Amapá

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Mais da metade da população do Amapá é beneficiada com o Bolsa Família

CID1-4 BOLSA
Levantamento recente de pessoas atendidas pelo programa Bolsa Família, do governo federal, mostra que o Amapá é o segundo estado mais beneficiado na região Norte, com 359.195 famílias contempladas, que recebem um total de R$ 73,571 milhões, ao custo médio de R$ 204,82.
Considerando que o Amapá possui 669.526 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), conclui-se que mais da metade da população do estado é constituída por pessoas em situação de pobreza ou extrema pobreza, que é a população alvo do programa.

Para que se avalie melhor a situação econômica dos amapaenses, em confronto com a realidade mostrada pelo levantamento dos beneficiados pelo Bolsa Família, de acordo com os requisitos do programa, as famílias extremamente pobres são aquelas que têm renda per capita de até R$ 77 por mês, enquanto que as famílias pobres são aquelas que têm a renda per capita de R$ 77,01 a R$ 154 por mês, e que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças ou adolescentes entre zero e 17 anos.
Levando-se em conta o fato de que, ainda de acordo com o IBGE, Macapá abriga mais da metade da população estadual, com 398.204 habitantes, o número de beneficiários do programa Bolsa Família é praticamente igual ao da população da capital e, fazendo outra comparação, é quase o dobro da população dos municípios interioranos com maior número de habitantes do estado: Santana (101.262), Laranjal do Jari (39.942), Oiapoque (20.509), Porto Grande (16.809) e Mazagão (17.032), que totalizam 291.108 habitantes.
Já a partir do pagamento deste mês, mais de 13,9 milhões de famílias tiveram a renda complementada pelo Bolsa Família. O pagamento começou nessa segunda-feira, 18, e prossegue até o dia 29.

DO Diário do Amapá

Assaltante de banco é denunciado pelo whatsapp

POLICIA4-ASSALTANTE RECAPTURADO APÓS DENUNCIA WHATSAPP02
uma denúncia anônima enviada ao whatsapp do Batalhão de Operações Especiais (Bope) (9127-2498) resultou na prisão do assaltante de bancos Elizeu Ferreira dos Santos, 21 anos, o “João Vitor”, como é conhecido. 

De acordo com o tenente PM Everton, relações públicas do Bope, o denunciante enviou fotos do elemento e da casa onde ele estava homiziado, além do endereço completo.
“Após receber a denúncia enviamos homens do serviço reservado de inteligência do Bope para fazer o reconhecimento da área. Foi quando identificamos o elemento, que na sequência foi preso sem reagir”, disse o tenente.

João Vitor estava morando em uma casa localizada na rua João Bitencourt Muniz, 312, Vila Daniel, em Santana. De acordo com o Bope, o homem era considerado foragido. Ele teria participado ativamente dos assaltos ao Bradesco, em Porto Grande; na agência Super Fácil Zona Norte e na agência do Banpará, em Afuá.
POLICIA4-ASSALTANTE RECAPTURADO APÓS DENUNCIA WHATSAPP
Em abril do ano passado, o foragido foi preso pelo Bope após um assalto. Na fuga a moto em que ele e um comparsa estavam colidiu com outra motocicleta na avenida FAB, em frente ao Fórum de Macapá. 

O comparsa dele, Guaraci da Costa, logo se rendeu, mas João Vitor manteve refém por quase uma hora um motoqueiro. O criminoso havia fugido do Iapen no dia 1 de abril deste ano.

Fonte: Diário Amapá

ACUSADO DE RECEPTAÇÃO É PRESO COM CACAÍNA E CRACK EM MACAPÁ

policia4-4 droga
A delegada Luíza Maia, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Santana, distante 17 quilômetros de Macapá, prendeu na tarde de terça-feira, 19, em um apartamento no bairro Santa Inês, em Macapá, um homem identificado como Caio Felipe Tavares Picanço.
No apartamento do suspeito a polícia encontrou vários envelopes com pó de cocaína e pedras de crack. Segundo a delegada, Caio estava sendo investigado pelo crime de receptação de produtos roubados.


“Nós iniciamos uma investigação em Santana sobre um esquema de roubo e venda de produtos roubados. No curso das investigações os elementos já presos citaram esse homem como sendo o receptador principal dos produtos roubados. Quando fomos intimá-lo, na terça, ele correu ao avistar a equipe. 

Na fuga, jogou uma sacola onde estavam várias pedras de crack. Já preso, Caio confessou que no apartamento em que ele mora ainda havia mais droga”, disse a delegada.
policia4-6 droga
Caio contou que seus principais clientes são jovens de classes média e alta, e que cada papelote com cocaína é vendido a partir de R$ 50. No apartamento a polícia apreendeu vários objetos como televisores, aparelhos celulares, computadores e outros produtos de origem duvidosa. Como a prisão se deu fora da circunscrição da delegada, Luíza Maia apresentou o elemento no plantão da Seccional de Flagrantes do Pacoval.
“A prisão dele com a droga só reforça a tese de que o crime de receptação está ligado diretamente ao tráfico de drogas. Esses materiais receptados são transformados em dinheiro que financiam o comércio da droga e patrocinam os assaltos”, disse a delegada. Caio não quis dizer de onde vem a droga que ele vendia no Amapá.
  
Diário do Amapá

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Criado aplicativo que bloqueia celular dos filhos

Criado aplicativo que bloqueia celular dos filhos  (Foto: Divulgação)
Mãe cria aplicativo que bloqueia celular dos filhos até que eles retornem mensagens ou ligações. (Foto: Divulgação)
Após ser ignorada pelos filhos, Sharon Standifir,  uma mãe que mora em Nova York criou um aplicativo para smartphone que bloqueia o aparelho dos filhos até que eles liguem para ela.

O aplicativo permite que os pais bloqueiem remotamente o smartphone dos filhos, que só podem retomar o acesso ao dispositivo depois de ligar para um contato de uma lista montada pelos mais velhos, por questão de segurança, as crianças só podem fazer ligações de emergência.

O aplicativo “Ignore no More” (não ignore nunca mais), está disponível para o sistema Android .

Sharon afirma que hoje, o seu filho responde as mensagens e ligações mais rápido do que antes.

(DOL, com informações do site UOL)

Jovem vítima de gangue morre com a cabeça esmagada

polícia4-embaixo
Rodrigo Morais Castro, 19, foi assassinado cruelmente, nesse domingo, às três horas da madrugada. Ele foi espancado, teve a cabeça esmagada a pauladas e tijoladas e ainda deixaram uma pá enterrada na cabeça.
O bárbaro crime, que deixou a cabeça do rapaz deformada, aconteceeu na Travessa 8, no bairro Remédio II, em Santana. Rodrigo pertenceria a uma gangue de rua. Ao passar pelo reduto de uma gangue rival, acabou encontrando a trágica morte.

A Polícia Civil investiga o caso. A Polícia Militar também trabalha para chegar aos criminosos. Até ontem à tarde ninguém tinha sido identificado.
Populares ainda chegaram a ouvir gritos e pedidos por socorro, emitidos pela vítima, mas ficaram com medo de uma aproximação em virtude da sanha assassina da gangue.
Ambé
Chegou morto no Hospital de Emergência de Macapá, por volta das 04h50 da madrugada desse domingo, 17, Leandro Miranda Gama, 16 anos de idade. Ele fora vítima de quatro facadas. O crime aconteceu por ocasião de uma festa em uma sede no Ambé. Durante uma briga generalizada, Leandro acabou sendo esfaqueado. Até ontem o acusado ainda não tinha sido identificado nem preso.

Fonte: Diário do Amapá

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

RUA É TOMADA POR MATO E LIXO EM PORTO DE MOZ-PÁ


Moradores da rua Baroneza Katiely que fica próximo a serraria do Galette, no bairro do Praião em Porto de Moz-Pará, denunciam o descanso e o abandono da Baronesa Katiely. Que segundo eles, há mais de dois anos não é feito o serviço de limpeza da via, que está tomada pelo mato e lixo que contribui pra esconder baratas ratos e a até animais peçonhentos, que diariamente convive com as pessoas dificultando o tráfego de veículos no local. Durante a noite fica difícil transitar na rua que está abandonada pela atual gestão que não faz se quer serviço de Capina, o mato está tão grande que em algumas partes da via está fechando. Moradores pedem que o poder público municipal que é ausente no município faça alguma coisa. até o momento ninguém da prefeitura foi ao local pra dizer quando esse problema vai se resolvido.  As mudanças que Ray Duarte está prometendo já começou.

Por que a questão do lixo no Brasil está se tornando um desafio assustador

Birds at Dump C: PhotoDisc
Quando se trata de produzir lixo nós, brasileiros, estamos a todo vapor, graças à melhoria da qualidade de vida no país. Em 2013 geramos mais de 76 milhões de toneladas de resíduos sólidos nas cidades. Esse montante representa um acréscimo de 4,1% em relação a 2012. Ou 3 milhões de dejetos a mais. 

É um índice muito maior do que o de anos anteriores, embora muito pouco tenha sido feito para recolher e dar uma destinação adequada a todo esse lixo.

Essas conclusões foram divulgadas no início de agosto pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) durante a apresentação do seu Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2013. O relatório aponta o Brasil como o quinto maior produtor de lixo do planeta.

Só perde para a União Europeia, Estados Unidos, China e Japão. E confirma que – mesmo diante de tamanha quantidade de rejeitos – ainda vamos muito distantes de cumprir à risca as metas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), em vigor desde 2010. Lei que, aliás, previa o fim dos fedidos e contaminados lixões a céu aberto em todas as cidades brasileiras para o dia 2 de agosto passado. Não aconteceu.

A região Sudeste é a que mais produz lixo, com cerca de 50% de tudo o que é coletado no país. Assusta saber que na mais desenvolvida região do país 10% de todo o resíduo gerado não é coletado. Quantitativamente, são cerca de 20 mil toneladas diárias de lixo não são recolhidas e vão parar nas ruas, córregos e rios. Não é à toa a região vive situações de enchentes mesmo com chuvas fracas.

Para a Abrelpe, esse é exatamente o ponto fraco da gestão de resíduos sólidos no Brasil: a coleta e destinação final do lixo que produzimos. Ainda de acordo com o documento da Abrelpe, em todo o país apenas 58,3% dos resíduos sólidos urbanos que são recolhidos têm destino adequado.

Os outros 41,7% coletados – quase 30 milhões de toneladas por ano – vão parar nos lixões e em aterros com riscos de impacto ambiental semelhantes aos dos lixões. São mais de 3 300 cidades – de um total de 5 570 em todo o país – que ainda depositam o lixo em lugares impróprios. Desse total 1 569 municípios jogam tudo em grandes buracos a céu aberto sem qualquer tipo de tratamento.
O Nordeste é o caso mais gritante de descaso com o lixo. 

Quase 840 cidades ainda alimentam lixões. O Norte vem a seguir com 247 cidades com lixões, seguido do Sudeste (206) e o Centro-Oeste (158). O Sul tem 121 cidades com lixões a céu aberto.

“Os dados mostram a situação praticamente inalterada desde 2010. Apesar dos termos da lei, os municípios efetivamente não conseguiram se adequar à PNRS. Eles enfrentarão problemas em função do descumprimento da legislação, que proíbe o descarte inadequado de resíduos desde 1981 e até hoje não é observada por muitas prefeituras”, afirma Carlos Silva Filho, diretor-presidente da Abrelpe.

Separação de resíduos e coleta seletiva para a reciclagem no Brasil também é lenda. Não houve avanços, de acordo com a Abrelpe. Cerca de 60% das cidades esboçaram alguma tímida iniciativa nesse sentido.

Curiosamente, o relatório mostra que embora seja expressiva a quantidade de prefeituras com iniciativas de coleta seletiva, muitas ficaram só na disponibilização de pontos de entrega voluntária de material reciclável ou estabeleceram convênios com cooperativas de catadores autônomos.

“O dado mais impressionante não está relacionado às cidades que declararam ter iniciativas de coleta seletiva, mas aos mais de dois mil municípios que não implementaram alguma iniciativa nesse sentido”, diz Carlos Silva Filho.

A conclusão do diretor-presidente da Abrelpe: “A gestão de resíduos sólidos tem trazido prejuízos ambientais e econômicos para o Brasil, pois ainda é deficitária e não tem avançado de maneira uniforme nas diversas regiões do País”.

E era para comemorarmos o fim dos malcheirosos e insalubres lixões neste mês. Mas como, se nem mesmo um deles, localizado a 15 quilômetros do Palácio do Planalto, foi desativado. Conhecido como “lixão da Estrutural”, ele é abastecido com 2 700 toneladas de dejetos todos os dias. Bem perto dos narizes dos nossos políticos.

 
Afonso é jornalista e escritor paulistano especializado em meio ambiente, ecologia e sustentabilidade.

Marina tem empate técnico com Aécio no 1º turno e com Dilma no 2º turno, diz Datafolha

A ex-senadora Marina Silva aparece em empate técnico na corrida presidencial com Aécio Neves (PSDB) no primeiro turno e com Dilma Rousseff (PT) no segundo turno, nas duas situações à frente dentro da margem de erro, mostrou a primeira pesquisa eleitoral após a trágica morte do candidato Eduardo Campos (PSB).

Segundo o Datafolha, Marina, que deve ser confirmada candidata do PSB à Presidência da República nesta semana, aparece na disputa com 21 por cento das intenções de voto, acima dos 20 por cento de Aécio e atrás de Dilma, com 36 por cento.

Já na simulação de segundo turno, Marina fica numericamente à frente de Dilma, com 47 por cento contra 43 por cento da presidente que busca a reeleição.

No primeiro turno contra Aécio e no segundo contra Dilma, trata-se de uma situação de empate técnico, considerando a margem de erro da pesquisa de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

De acordo com o Datafolha, em um segundo turno entre Dilma e Aécio, a presidente venceria por 47 por cento a 39 por cento, o que representa uma melhora da petista sobre a sondagem anterior em julho, que mostrava 44 por cento a 40 por cento, com empate técnico naquela ocasião dentro da margem de erro.

Os números do Datafolha afastam a hipótese de conclusão da eleição presidencial no primeiro turno, porque Marina tem quase três vezes as intenções de voto de Campos, que aparecia com 8 por cento.

A ex-senadora atrai eleitores que antes se diziam sem candidato e não tira votos dos dois principais adversários: Dilma aparecia com os mesmos 36 por cento e Aécio com iguais 20 por cento na pesquisa anterior feita pelo Datafolha.
As intenções de voto nulo ou em branco, contudo, caíram de 13 por cento na pesquisa anterior para 8 por cento, enquanto os indecisos recuaram de 14 por cento para 9 por cento agora.

A entrada de Marina na corrida presidencial acontece no momento que indica alguma recuperação de Dilma. Ela ampliou a vantagem sobre Aécio no segundo turno e a avaliação do governo melhorou, com sua taxa de rejeição caindo de 35 por cento para 34 por cento.

O índice de rejeição de Aécio é de 18 por cento e o de Marina, 11 por cento.
Na resposta espontânea, em que o eleitor diz em quem pretende votar sem ter acesso aos nomes dos candidatos, Dilma foi a resposta dada por 24 por cento dos entrevistados pelo Datafolha, acima dos 22 por cento na pesquisa anterior. Aécio foi mencionado por 11 por cento e Marina por 5 por cento.

Fonte: Diário do Centro do Mundo

Homem morre sentado em banco de carro, no Centro

POLICIA4-MORTE CARRO06
Um homem de 26 anos de idade foi assassinado com duas facadas no tórax na madrugada de sábado, 16, na Praça do Coco, em frente à Escola de Administração Pública do Amapá (EAP). O crime teria ocorrido por volta das 5h30 da madrugada, de acordo com o que foi repassado ao Centro Integrado em Operações de Defesa Social (Ciodes).
Rodrigo Neves Torrinha, de 26 anos, morreu sentado no banco do motorista do carro que ele dirigia. Segundo o diretor da Polícia Técnico Científica (Politec), Odair Monteiro, que é perito, além das duas facadas no tórax, havia outras duas, sendo uma em uma das mãos e outra no joelho, o que é chamado pelos peritos de “lesão de defesa”, ou seja, quando a vítima tenta se defender da agressão.

O agressor estaria no banco do passageiro. Não se sabe se havia outras pessoas dentro do veículo. Pelo que foi apurado pela polícia, Rodrigo estava no regime extramuros e não podia estar aquela hora na rua. Rodrigo respondia pelo crime de tráfico de drogas (Art. 33). Consta ainda que um policial já havia passado pelo local antes e determinado que o rapaz fosse embora, o que ele [vítima] ignorou.
POLICIA4-MORTE CARRO02
O corpo foi removido para o Departamento Médico Legal da Politec, onde passou por necropsia. O caso deverá ser investigado pela Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe).

Do Diário do Amapá

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Colisão deixa dois feridos e carro capotado no bairro Jesus de Nazaré

POLICIA4-2 CARRO
Um acidente ocorrido por volta das 10h30 da manhã de ontem, 13, no cruzamento da rua Jovino Dinoá com avenida Raimundo Álvares da Costa, no bairro Jesus de Nazaré, deixou duas pessoas feridas e um dos carros que colidiram, capotado. 

Segundo testemunhas, o Voyage dirigido por Maria Vanda Costa Quaresma, de 56 anos, que trafegava pela avenida Raimundo Álvares da Costa, avançou a preferencial, atingindo o outro veículo.

Com o choque o outro carro capotou. O motorista saiu com ferimentos leves, mas bastante assustado. Maria precisou ser resgatada por homens do Corpo de Bombeiros. Havia suspeita de que ela tivesse fraturado a coluna. A operação de resgate foi delicada, mas a vítima foi retirada do veículo com sucesso.
POLICIA4-5 CARRO
Maria Vanda foi socorrida e levada a um hospital particular onde ela tem plano de saúde para passar por vários exames clínicos. De acordo com os bombeiros, Maria Vanda é diabética e pode ter sofrido uma crise de sonolência no momento do acidente, o que é um fato hoje investigado pelos médicos. O caso será apurado.

Diário do Amapá

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Preso mais um suspeito de envolvimento no “Crime do Jaleco Branco”

POLICIA4-8 HOMICIDA
A Divisão de Capturas da Polinter conseguiu localizar e prender na manhã de segunda-feira, 11, em um supermercado no bairro do Trem, zona sul de Macapá, o principal suspeito de ter assassinado com uma injeção letal o jovem José Bruno da Silva Chucre, 19 anos, o “Batatinha”. O crime ocorreu na madrugada de 16 de julho de 2011 na Enfermaria 3 do Hospital de Emergência de Macapá (HEM). O caso ficou conhecido como o “Crime do Jaleco Branco”, pelo fato de o suspeito ter vestido um jaleco branco pra se passar por enfermeiro e conseguir acessar a enfermaria sem maiores problemas.

O suspeito é Bruno Wender Nogueira dos Santos, 22 anos. Ele teve a prisão decretada pelo juiz Leber Lopes Ferreira da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Na delegacia, Bruno confessou ter aplicado a injeção letal, afirmando que matou a vítima por causa de uma desavença.

Segundo as investigações, o crime teria sido encomendado por um enfermeiro do hospital, Pablo Gomes, que teve um sobrinho assassinado por Batatinha e que resolveu se vingar da morte. Em março deste ano, Pablo foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão pelo assassinato.

Bruno era considerado foragido pela polícia. Ele conseguiu um emprego em um supermercado e tentava levar uma vida normal, sem levantar suspeitas. No entanto, a polícia descobriu a localização do elemento e realizou a prisão. Bruno foi ouvido em depoimento e depois transferido para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) onde ficará à disposição da Justiça.
 
Diário do Amapá

pesquisa sobre intenção de votos aos sete candidatos ao governo do Amapá

capa-ibope
O Ibope divulgou, ontem, a primeira pesquisa do instituto sobre as intenções de voto aos sete candidatos que concorrem ao governo do Amapá nas Eleições 2014. 

Waldez (PDT) aparece com 40%; Lucas Barreto (PSD) tem 15% e Camilo Capiberibe (PSB) registrou 12%. Além deles, Bruno Mineiro (PT do B) e Jorge Amanajás (PPS) tem 7%. Eles são seguidos por Genival Cruz (PSTU) 2%; e Décio Gomes (PCB) com 1%. Branco/nulo: 9% - Não sabe/não respondeu: 7%. 

A pesquisa foi encomendada pela Rede Amazônica e ouviu 812 eleitores em seis municípios amapaenses, no período de 8 a 10 de agosto. A pesquisa foi registrada no TRE-AP sob o protocolo Nº AP-00003/2014 e no TSE sob protocolo Nº BR-00348/2014. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso significa que há probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Rejeições
A pesquisa do Ibope também aferiu a taxa de rejeição de cada um dos candidatos, isto é, aquele em quem o eleitor diz que não votará de jeito nenhum.
- Camilo Capiberibe (PSB): 68%
- Waldez Góes (PDT): 16%
- Jorge Amanajás (PPS): 6%
- Bruno Mineiro (PT do B): 5%
- Lucas Barreto (PSD): 5%
- Genival Cruz (PSTU): 4%
- Décio Gomes (PCB): 2%
- Poderia votar em todos: 1%
- Não sabe/não respondeu: 7%
Avaliação do atual governo
A pesquisa também ouviu a opinião dos eleitores sobre a administração do governador Camilo Capiberibe até o momento. Segundo o Ibope, 50% dos eleitores classificaram a administração como "péssima". Outros 20% afirmam que ela é "regular". Os que dizem que a administração é "ruim" somam 15%. Classificaram como "boa" 9% dos eleitores. 4% dos eleitores classificaram a gestão como "ótima" e 2% não sabem ou não responderam.

Diário do Amapá

Waldez, Roberto Góes, Edinho e Euricélia têm registros de candidaturas julgados

poli
O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) deve encerrar, hoje, 13, em sessão plenária, os julgamentos dos registros de candidaturas aos pretendentes a concorrer nas eleições gerais do próximo dia 5 de outubro.
Do universo de 542 pedidos de registros de candidaturas, faltam apenas ser julgados 24. Entre esses julgamentos pendentes se encontram os do ex-governador Waldez Góes (PDT), que novamente tenta ocupar o Palácio do Setentrião; ex-prefeito de Macapá, Roberto Góes (PDT); ex-prefeita de Laranjal do Jari, Euricélia Cardoso (PP); e o deputado estadual Edinho Duarte (PP).
De acordo com o Calendário Eleitoral, o TRE-AP tinha até 6 de agosto para concluir os julgamentos dos registros de candidaturas. Não pôde cumprir o prazo porque, conforme explicação da instituição, houve pedidos de diligências com apresentação de certidões e outras provas, por parte do Ministério Público Eleitoral (MPE) e pelas partes impugnantes. “Por conta disso, foi preciso notificar os candidatos e abrir prazo para cumprir as diligências”, disse release do tribunal, na ocasião.
“Com essas provas esses registros se tornam mais complexos para análise e julgamento. Os principais candidatos entre esses 24 restantes são: Waldez Góes, Roberto Góes, Edinho Duarte”, informou o secretário judiciário do TRE-AP, Orlando Ribeiro Junior.
Até a última quarta-feira, quando houve julgamento de registros de candidaturas, o Tribunal Regional Eleitoral somou 52 deles indeferidos entre postulantes a deputado estadual, deputado federal e senador.
Contra o ex-governador Waldez, entre outros pedidos de indeferimento da candidatura, consta o baseado nas declarações feitas por ele dos bens que possuiria. Waldez teria burlado a Receita ao declarar os seus bens, segundo a coligação “Frente popular a favor do Amapá”, encabeçada pelo PSB do governador que tenta a reeleição, Camilo Capiberibe.
O ex-prefeito Roberto Góes, que postula a Câmara Federal, teria feito propaganda eleitoral antecipada durante um festival junino ocorrido em sua administração à frente do município de Macapá.
A ex-prefeita de Laranjal do Jari, Euricélia Cardoso, que também tenta a Câmara Federal, e o deputado estadual, Edinho Duarte, a reeleição, caíram na Lei da Ficha Limpa, ou seja, foram condenados por colegiado. Euricélia pelo Pleno do Tribunal Superior Eleitoral, e Edinho pelo Tribunal de Justiça do Amapá.
Euricélia foi condenada sob a acusação de ter influenciado economicamente a vitória do seu candidato na época para prefeito de Laranjal do Jari, Zeca Madeireiro, e Edinho porque teria contratado um vigilante para a sua residência particular com salário pago pela Assembleia Legislativa.

Fonte: Diário do Amapá

terça-feira, 12 de agosto de 2014

TRE define tempo de TV para partidos

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará sorteou ontem de manhã a ordem de aparição dos candidatos ao Governo do Estado, Senado, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa para o primeiro dia do horário eleitoral gratuito, que começa nesta segunda-feira, 19, e segue até 2 de outubro, e também o tempo de cada coligação e partido na propaganda. 

Entre os seis concorrentes ao Palácio dos Despachos do Governo do Pará, o sorteado para abrir a propaganda foi Marco Antonio Ramos (PCB). Na sequência, aparecerão Elton Braga (PRTB); Hélder Barbalho (PMDB), da coligação Todos pelo Pará; Zé Carlos (PV); Simão Jatene (PSDB), pela coligação Juntos com o Povo; e Marcos Carrera, da coligação Frente de Esquerda – Mudança pra Valer, (PSOL e PSTU).


Exatos 25 representantes de partidos e coligações acompanharam os sorteios, realizados por servidores do TRE, na sede do Tribunal. Não houve nenhuma manifestação contrária à transparência do feito. 

Na medida em que os três servidores concluíam o sorteio manual, tirando de uma urna de lona os nomes de partidos e coligações para composição da ordem de exibição no primeiro dia do horário eleitoral, os dados eram inseridos no sistema eletrônico do site do TRE, e o próprio sistema apresentava automaticamente o tempo de cada candidato, que varia de acordo com a representação dos partidos na Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa.


As candidaturas ao Governo do Estado que terão o maior tempo no horário eleitoral serão as de Helder e de Jatene, nessa ordem, devido ao grande número de partidos que integram as coligações desses dois candidatos. 

A "Todos pelo Pará" (PMDB-PT-DEM-PR-PDT-PROS-PHS-PCdoB-PSL-PPL-PTN), do candidato peemedebista, contará com 2 minutos, 20 segundos e 70 centésimos. Enquanto a "Juntos pelo Pará" (PSDB-PSD-PSB-PP-SD-PRB-PSC-PTB-PPS-PEN-PMN-PTC-PSDC-PTdoB-PRP), do candidato tucano, terá  2 minutos, 12 segundos e 75 centésimos. Os demais candidatos a governador terão pouco mais de 20 segundos apenas, com Zé Carlos do PV tendo 24 segundos e 68 centésimos; Marco Carrera, 21 segundos e 40 centésimos; Elton Braga com 20 segundos e 47 centésimos; e Marco Antônio Ramos com 20 segundos.


O juiz federal Antônio Carlos de Almeida Campelo, que compõe o TRE, chamou atenção para a necessidade de uma propaganda eleitoral "de alto nível''. 

"Esperamos a contribuição dos partidos no sentido de apresentarem propostas sérias por meio de seus programas de governo e plataformas de trabalho, nada de propaganda de baixo nível, rasteira. Isso é inadmissível. A propaganda rasteira será retirada do horário eleitoral e o candidato perderá um tempo valioso'', garantiu o magistrado. 


Respeitada a ordem estabelecida no sorteio para o primeiro dia de propaganda eleitoral nas emissoras de rádio e televisão, será feito um rodízio. No segundo dia, por exemplo, o candidato que abriu o bloco no dia anterior será o último a ter a propaganda veiculada.

“Mãos Limpas”: Maior operação da PF completará 4 anos

 247:
No próximo mês de setembro completará quatro anos da operação “Mãos Limpas” realizada no Amapá pela Polícia Federal em setembro de 2010, sem que nenhum dos presos, acusados de comandar ou participar de um dos maiores esquemas de corrupção no país, tenha sido condenado.

Graças a demora no processo de investigação, motivado inclusive pelo tamanho do esquema criminoso, resultando em mais de um inquérito, e a condição de alguns dos envolvidos que na época tinham fórum privilegiado o processo caminha lentamente, beneficiando alguns acusados.

Somente em abril deste ano o Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP) recebeu do Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP), parte do material da Operação. Foram entregues documentos e mídias eletrônicas apreendidas pela Polícia Federa.  Na ocasião a procuradora geral do MP-AP, Ivana Cei, nomeou uma comissão composta por promotores de Justiça para realizarem a análise do material.


Já o Ministério Público Federal no Amapá apresentou quatro denuncias em 2014 referentes a Mãos Limpas, uma delas envolvendo Waldez Góes. Em março o ex-governador e mais 11 foram denunciados por peculato, associação criminosa e fraudes em licitações. Os crimes ocorreram na Secretaria de Justiça e Segurança Pública entre 2007 e 2010. O valor atualizado do dano aos cofres públicos é de R$6 milhões.


Como ninguém foi julgado sequer em primeira instância, alguns dos envolvidos nos supostos  esquemas de desvio de verbas públicas são candidatos nas eleições de outubro próximo, alegando que nada foi provado e que tudo não passou  de armação e perseguição política contra eles. É o caso, por exemplo, do ex-governador Waldez Góes e a esposa, deputada estadual Marília Góes, ambos do PDT.


Em setembro de 2010, durante as eleições, Waldez Góes, Marília Góes, o então governador do Estado Pedro Paulo Dias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado Júlio Miranda e outras 14 pessoas foram presas na Operação Mãos Limpas, da Polícia Federal, que apurou o desvio de R$ 300 milhões em repasses da União para a Secretaria da Educação do Amapá. 

Na época, a PF identificou desvios de recursos em diversos órgãos públicos do Amapá, como o Tribunal de Contas, a Assembleia Legislativa e as secretarias de Saúde e de Justiça. 

Por conta dos desvios e dívidas contraídas, o Estado tinha em 2011 um déficit equivalente ao seu Produto Interno Bruto, cerca de R$ 1,7 bilhões.

 https://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=5PNM9DjcLzU

 Domiciano Gomes do Amapá 247

Precisamos falar sobre os black blocs (depois de ouvi-los)

Eles
Eles
ADVERTISEMENT

Os chamados black blocs são conhecidos em vários países por esconder o rosto e atacar símbolos de um Estado que julgam opressor.
São algo entre o Zorro e Robin Hood. Mascarados contra o sistema, com métodos de cowboy fora-da-lei. Heróis ou vilões, em defesa dos fracos e oprimidos.

Porém ao contrário dos personagens da ficção, não são considerados como indivíduos e sim como grupos de pessoas autônomas e anônimas. Milhares de pessoas sem um comando central, representantes, ou mesmo qualquer estrutura hierárquica. Unidas pelo momento histórico.

Grupos, bandos ou quadrilhas, dependendo do viés ideológico de quem os define. Indíviduos livres a se manifestar como quiserem e em seguida desaparecer na multidão.

Os conflitos com a polícia se tornam inevitáveis, uma vez que os interesses do Estado são muitas vezes diretamente contrários aos dos manifestantes. O Estado trata de manter uma ordem estabelecida, que é justamente o alvo das ações.

Ao expulsar sem-tetos de prédios privados abandonados ou dispersar manifestantes com gás de pimenta e balas de borracha, a polícia cumpre o que manda a lei. No caso, a vontade do Estado, e é isso o que os black blocs colocam em questão. Até que ponto a vontade do Estado é legítima e, de fato, democrática.

No Brasil, desde o início das grandes manifestações em junho do ano passado, esses conflitos já deixaram muitos feridos e outros tantos mortos. A opinião pública se voltou contra os black blocs e as leis antiprotestos ficaram mais rígidas para a Copa do Mundo. Prender ficou muito mais fácil.

Em São Paulo, Fábio Hideki Harano e Rafael Lusvarghi não portavam explosivos, afirmou laudo técnico do Gate (grupo antibombas da PM) e do Instituto de Criminalística, mas ficaram presos por 45 dias. O juíz responsável pelo caso, Marcelo Matias Pereira, queria mais.

Segundo ele, porque ainda que sem explosivos Fábio e Rafael utilizam de outros meios para “atentar contra os poderes constituídos e desrespeitar as leis e os policiais”. Na sequência, o magistrado os acusa de usarem tênis Nike e ainda assim combater o capitalismo, chama-os de “esquerda caviar”.

Acabou por libertá-los, mas a semelhança do seu texto com o de blogueiros da VEJA continua assustadora.

Já no Rio de Janeiro, o filósofo russo Bakunin escapou de ser enquadrado como black bloc violento com o álibi de estar morto desde 1876.

Minha professora de Filosofia, Camila Jourdan, porém, foi parar na cadeia, junto com outros tantos, também supostos black blocks violentos, que eu não conheço. Ou “conheço” pela mídia. E pela mídia eles parecem fabricados.

Lembro uma capa da revista Época que há alguns meses apresentou uma suposta black bloc perdida e confusa, de quem ninguém nunca mais ouviu falar. Já a VEJA estampou uma entrevista de várias páginas com uma suposta liderança surgida nas ruas, criada à imagem e semelhança da própria revista.

Do inquérito que prendeu a minha professora por treze dias e que acusa Bakunin, conhecemos principalmente as gravações telefônicas, divulgadas em primeira mão pela Globo, antes mesmo de chegarem ao desembargador (os meios da Rede Globo são realmente fantásticos!) que libertou os ativistas.

Já do caso de São Paulo, sabíamos que Fábio e Rafael portavam materiais explosivos, que, na verdade, não eram nem mesmo inflamáveis. Passaram 45 dias na penitenciária de Tremembé.

Mas e se, de fato, foram muitas outras as acusações equivocadas e os presos inocentes?

Pedidos de desculpa parecem pouco e o mínimo que podemos fazer no momento, é ouvi-los. Tentar conhecê-los, antes de colocá-los todos num mesmo saco e começar a bater.

Conversei com a professora Camila recentemente e ela me disse que considera o inquérito literatura fantástica de má qualidade, que as gravações são “devassadas” e “descontextualizadas” e só foi presa para servir de exemplo.

Nas palavras dela: “… o que eles fingem não saber é que o problema não sou eu, não é a Elisa(Sininho), não são os demais presos e perseguidos, o problema é todo um contexto histórico. 

Mas eles não podem prender e criminalizar todas estas pessoas, por isso é tão importante focar em alguns, fabricar líderes.”( a entrevista na íntegra está publicada no DCM)

Eu gostava muito das aulas da Camila, principalmente sobre Lógica. Caso fique provado que prendê-la foi um absurdo, seus alunos também deveriam ser indenizados.

Diário do Centro do Mundo

Ação odontológica avalia cerca de 100 pacientes em Santana.

O Centro de Especialidades Odontológicas do Amapá (CEO) realizou cerca de 100 atendimentos de avaliação odontológica.  A ação que atendeu ...