segunda-feira, 30 de março de 2015

Homenagens e protestos em defesa da cultura marcam o Dia Mundial do Teatro em Santana

Representantes de movimentos culturais, artistas e produtores locais saíram às ruas de Santana nesta sexta-feira, 27, Dia Mundial do Teatro, para cobrar do poder público municipal, a conclusão e o funcionamento do Teatro Municipal Silvio Romero. A parte física da obra foi entregue em dezembro de 2012, mas o local está de portas fechadas e não tem data para ser inaugurado.
 
A caminhada em prol a valorização da cultura, saiu da Câmara Municipal de Vereadores, após audiência pública organizada pelo membro da Comissão de Direitos Sociais e Humanos, vereador Richard Madureira (PT) e a direção do Conselho Municipal de Cultura. O evento que reuniu representantes da dança, música, teatro, artes plásticas, autoridades estaduais, federais e lideranças comunitárias, tratou sobre as deficiências, políticas públicas e desafios do segmento cultural no município de Santana.
 

Durante os debates, o Conselho Municipal de Cultura homenageou com o certificado de Honra ao Mérito e in memoriam, várias personalidades que contribuíram para a cultura santanense. Entre eles, o ator e produtor Silvio Romero, nome dedicado ao Teatro Municipal de Santana, a autora do hino do município de Santana, professora Elaine Araújo, e mestres como o saudoso Ambrósio.
 
O ator e produtor teatral Roberto Prata, que já atua no movimento cultural há mais de 20 anos, participou dos debates e disse que protestos são válidos e precisam ser reforçados pela classe artística e pela população, pois todos tem direito a cultura. “Temos grandes artistas no Amapá e essas pessoas, seus trabalhos e projetos merecem respeito e valorização” disse o ator. 
 
Para o presidente do Conselho Municipal de Santana, Roberto Guedes, o poder público municipal tem o dever de valorizar os produtores de cultura, apoiar e investir em ferramentas que auxiliem no fomento desse segmento. “Acreditamos que unidos conseguiremos avançar nos projetos e fazer com que os nossos artistas sejam reconhecidos dentro e fora do estado” ponderou.
 
O vereador Richard Madureira destacou que o momento foi de reflexão sobre as medidas propostas à cultura, por parte do município. “Precisamos contar com políticas públicas efetivas, para o fortalecimento da nossa cultura popular e a valorização dos nossos artistas”, finalizou o vereador.
 
As manifestações continuaram em frente ao Teatro Municipal Silvio Romero, com apresentações culturais e gritos de protesto para a entrega do teatro aos movimentos culturais de Santana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ação odontológica avalia cerca de 100 pacientes em Santana.

O Centro de Especialidades Odontológicas do Amapá (CEO) realizou cerca de 100 atendimentos de avaliação odontológica.  A ação que atendeu ...