quinta-feira, 30 de abril de 2015

Procon fiscaliza publicidade em ofertas para o Dia das Mães

O Instituto de Defesa do Consumidor do Estado do Amapá (Procon) realiza nos próximos dias fiscalização nas lojas de Macapá para evitar promoções e campanhas publicitárias enganosas durante o Dia das Mães.

De acordo com o diretor-presidente do Procon, Vicente Cruz, de olho nas vendas, o comércio aposta na inovação com publicidade para os clientes. Mas, o consumidor deve ficar atento a esses benefícios por parte dos lojistas, pois há vezes em que o comprador acaba pagando muito caro por algo, imaginando que está saindo no lucro. "Esse fato acontece geralmente nas vendas casadas, onde o cliente compra um produto e leva outro da mesma espécie ou diferente", destaca.

Cruz conta que os meios utilizados para chamar a atenção dos consumidores são muitos, vão desde anúncios em meios de comunicação, até o corpo a corpo. Por esse motivo, as fiscalizações serão intensificadas para o consumidor não ser prejudicado. " Iremos organizar equipes para fazer fiscalizações nas lojas e verificar a publicidade dos produtos em que induza o consumidor de forma maliciosa. As 'casadinhas' também são nosso foco", reforçou o diretor-presidente.

Segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), todo conteúdo publicitário veiculado pelos fornecedores deve ser pautado pelos princípios da boa-fé e da transparência. A oferta e a publicidade no CDC estão centradas no dever de lealdade do fornecedor, que deve garantir as informações essenciais do produto ou serviço, assegurando a sua liberdade de escolha e as condições de contratação justa.

Para a pedagoga Letícia Miranda, a época é ideal para que as ações de fiscalização aconteçam por parte dos órgãos competentes. "É importante eles fiscalizarem os preços, os produtos, para que possamos levar para casa um produto de qualidade de forma justa, com preços adequados, para depois não termos problemas", diz Letícia.

O Procon ressalta que é importante que o cliente, no ato da compra, peça nota fiscal para registrar as reclamações junto ao Procon, caso se sinta lesado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Governo federal libera R$ 600 milhões para auxiliar municípios em questões emergenciais

O governo federal liberou R$ 600 milhões para as mais de 5,5 mil cidades que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O prin...