terça-feira, 5 de maio de 2015

BPRE contabiliza redução de 11,76% no número de vítimas fatais nas rodovias estaduais

O Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) divulgou o balanço oficial da movimentação nas rodovias estaduais em 2015. As estatísticas do BPRE revelam uma redução no número de acidentes em relação aos três primeiros meses de 2014, nos quais 34 pessoas morreram vítimas de acidente de trânsito no Estado. Este ano o número caiu para 30, reduzindo em 11,76% o quantitativo.

No feriadão do Dia do Trabalhador, dos dias 1° a 3 de maio, apenas um acidente de trânsito foi registrado e sem vítimas fatais. A operação "Lei Seca nas Rodovias" e as fiscalizações foram importantes para esse resultado.

De acordo com o capitão Rondinele Marques, comandante do BPRE, há 36 dias não é registrado acidente com mortes nas rodovias estaduais. "Isso mostra que nosso trabalho está surtindo efeitos, com blitz, barreiras e orientação aos condutores. Nosso objetivo é melhorar cada vez mais esses dados", afirmou.

Ainda sobre os dados registrados, o capitão destaca que a fiscalização de trânsito foi efetivamente intensificada durante o período, no qual 458 veículos foram averiguados, resultando em 276 autos de infração entre condutores sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além da falta de uso do cinto de segurança.

"O condutor não habilitado ainda é a maior infração detectada em nossas ações. Eles são responsáveis por mais de 40% de todas as ocorrências registradas. A população precisa colaborar ainda mais, seguir as normas vigentes, e ter a certeza que estamos trabalhando para salvar a vida de todos", destacou o capitão Marques, acrescentando que diariamente os militares montam barreiras com intuito de manter o trânsito mais seguros nas rodovias do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Governo federal libera R$ 600 milhões para auxiliar municípios em questões emergenciais

O governo federal liberou R$ 600 milhões para as mais de 5,5 mil cidades que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O prin...