terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Marcio André: Só conseguimos ver descasos e esbanjamento de dinheiro público em Porto de Moz


Foto: Reprodução

Por Professor Marcio André
Edição: Iran Froes

Se não bastassem as amargas e vergonhosas posições ostentadas no ranking Estadual e Federal nas áreas da saúde, educação e na economia do município de Porto de Moz, que por longas datas nos faz conviver com situações que pioram o quadro econômico e social deste sofrido município.

Estou falando das desastradas ações ou inações governamentais que costumeiramente vem atrasando os salários dos servidores públicos o que gera forte impacto na nossa economia e, por via das regras, na nossa autoestima, que tem nos deixados envergonhados em dizer que moramos na princesinha do Xingu ou no Paraíso do Xingu.

Além disso, o governo municipal é o maior empregador, por isso, tem mais que o dever de zelar por estes empregos. Quero me solidarizar com os trabalhadores da educação pelas suas lutas, que através das suas lideranças e do seu sindicato vem defendendo arduamente a categoria que, do contrario, a situação estaria pior.

Porém, quero me referir, e me solidarizar, com as pessoas que fazem parte da cadeia produtiva e pecuária, desde o criador de gado ao açougueiro, passando por aqueles que transportam e abatem. Certamente, todos estão sendo oprimidos pela incapacidade da gestão publica local, sem falar da sociedade em geral comprando a carne mais cara, vinda de Altamira. Sem dúvida, a cadeia da carne movimenta algo em torno de R$ 30.000,00 diariamente, perto de um milhão de reais por mês, que estão indo para outros lugares, de certo, deveria estar beneficiando a comunidade local, se não tivesse ocorrido à interdição do matadouro.

Como resultado, estes aspectos revelam um quadro muito sério e chega ser dramático que estamos vivendo! E se olhamos para todos os lados só conseguimos ver descasos, ineficiência, esbanjamento de dinheiro público, enriquecimento ilícito, etc.

É necessário um novo direcionamento! Temos que nos incomodar com essas praticas utilizada pelos gestores públicos! Portanto, somos nós que pagamos os impostos! É com o nosso dinheiro, fruto dos nossos trabalhos, que estão fazendo tudo isso! Vamos aguardar a chegada do novo governo. Se não tivermos respostas satisfatórias, vamos agir. Vamos dar as mãos e combater estes males que estão no nosso meio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Governo federal libera R$ 600 milhões para auxiliar municípios em questões emergenciais

O governo federal liberou R$ 600 milhões para as mais de 5,5 mil cidades que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O prin...