quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Operação 'Amazônia Azul' intensifica fiscalizações a embarcações no AP

No Amapá, a Marinha utiliza 3 navios e 2 lanchas para o patrulhamento.Operação conta com o apoio de órgãos ambientais e de segurança pública.

Patrulha e inspeção naval ocorrem em rios e lagos
da região Norte

   A Marinha do Brasil intensificou as fiscalizações a embarcações que estão ancoradas em portos do Amapá. Até sábado (22), patrulhas e inspeções navais serão feitas em rios e lagos da região Norte. A medida compõe a operação ‘Amazônia Azul’, iniciada na segunda-feira (17). O comandante do Grupo de Patrulhamento Naval do Norte, Jackson Sales, informou que em apenas um dia de atividades 169 barcos foram inspecionados.

Durante os trabalhos, 11 barcos foram apreendidos, destes, cinco estavam transportando mercadoria ilegal para o Amapá. “Nossas lanchas estão em locais estratégicos para combater todo o tráfico marítimo”, disse o comandante, acrescentando que a ‘Amazônia Azul’ é idealizada com o apoio de órgãos da segurança pública e de fiscalizações ambientais.
Jackson Sales, comandante do Grupo de Patrulhamento Naval do Norte (Foto: Dyepeson Martins/G1) 
Jackson Sales, comandante do Grupo de
Patrulhamento Naval do Norte

Para promover as atividades em Macapá, a marinha conta com três navios e duas lanchas trabalhando sem intervalos, segundo reforçou Sales. “Na Amazônia circulam 95% do comércio exterior, sem contar que dela extraímos 90% da produção de petróleo. Por isso é de suma importância esse trabalho para a economia da região”, destacou.

O encerramento da ‘Amazônia Azul’ vai acontecer no sábado, na orla de Macapá, a partir de 9h. “Vai acontecer um desfile dos nossos navios que poderá ser prestigiado por toda a população”, ressaltou o comandante geral da Capitania dos Portos do Amapá, Lúcio Marques.

Do G1 AP

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Governo federal libera R$ 600 milhões para auxiliar municípios em questões emergenciais

O governo federal liberou R$ 600 milhões para as mais de 5,5 mil cidades que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O prin...