segunda-feira, 13 de abril de 2015

Governo do Estado vai apoiar reinvindicação trabalhista de funcionários da Zamin

O governador do Estado do Amapá, Waldez Góes, recebeu na manhã desta sexta-feira, 10, funcionários da mineradora Zamin, que foram pedir o apoio do Estado para solucionar problemas que já se estendem por três meses, como atraso de salários e benefícios dos cerca de 200 servidores.

O representante dos funcionários ativos da Zamin, José Sansão Souza, explanou a situação como a empresa vem tratando os funcionários, e explicou o motivo pelo qual os servidores acreditam que o Estado deve intervir. "As atividades da empresa impactam na economia do Estado de forma absurda e prejudicam, principalmente, os municípios de Pedra Branca e Santana que estão à deriva", destacou.

O governador do Estado garantiu que a administração tomará todas as medidas de sua competência para resolver as situações criadas pela mineradora. "Tenham certeza que o que pode ser feito pelo governo, está sendo encaminhado, mas precisamos estar nivelados com a Justiça para que isso seja concluído", disse.

De acordo com Góes, o Estado deve se respaldar nas suas decisões, para que elas não prejudiquem nem as pessoas e nem as cidades. "Quando tomarmos essas decisões, não haverá volta, mas compreendo que quem não honra com seus compromissos deve sofrer as penalidades", avisou.
O deputado estadual Jory Oeiras lembrou que, para a empresa se reestabelecer e voltar a funcionar, deverá estar dentro da legalidade e em dia com suas obrigações nas esferas municipais, estaduais e federais. "A Assembleia Legislativa e o governo do Estado vão se unir para pressionar a empresa para que ela cumpra com seus compromissos e possa reestabelecer a situação calamitosa que causou", pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ação odontológica avalia cerca de 100 pacientes em Santana.

O Centro de Especialidades Odontológicas do Amapá (CEO) realizou cerca de 100 atendimentos de avaliação odontológica.  A ação que atendeu ...