segunda-feira, 13 de abril de 2015

Governo do Estado vai apoiar reinvindicação trabalhista de funcionários da Zamin

O governador do Estado do Amapá, Waldez Góes, recebeu na manhã desta sexta-feira, 10, funcionários da mineradora Zamin, que foram pedir o apoio do Estado para solucionar problemas que já se estendem por três meses, como atraso de salários e benefícios dos cerca de 200 servidores.

O representante dos funcionários ativos da Zamin, José Sansão Souza, explanou a situação como a empresa vem tratando os funcionários, e explicou o motivo pelo qual os servidores acreditam que o Estado deve intervir. "As atividades da empresa impactam na economia do Estado de forma absurda e prejudicam, principalmente, os municípios de Pedra Branca e Santana que estão à deriva", destacou.

O governador do Estado garantiu que a administração tomará todas as medidas de sua competência para resolver as situações criadas pela mineradora. "Tenham certeza que o que pode ser feito pelo governo, está sendo encaminhado, mas precisamos estar nivelados com a Justiça para que isso seja concluído", disse.

De acordo com Góes, o Estado deve se respaldar nas suas decisões, para que elas não prejudiquem nem as pessoas e nem as cidades. "Quando tomarmos essas decisões, não haverá volta, mas compreendo que quem não honra com seus compromissos deve sofrer as penalidades", avisou.
O deputado estadual Jory Oeiras lembrou que, para a empresa se reestabelecer e voltar a funcionar, deverá estar dentro da legalidade e em dia com suas obrigações nas esferas municipais, estaduais e federais. "A Assembleia Legislativa e o governo do Estado vão se unir para pressionar a empresa para que ela cumpra com seus compromissos e possa reestabelecer a situação calamitosa que causou", pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Moradores da Avenida 15 de Novembro no bairro do Paraíso sofrem com alagamentos constantes

Por Iran Froes Moradores da Avenida 15 de novembro, no bairro Paraíso, no perímetro das ruas Osvaldo Cruz e Padre Vitório Ga...