quarta-feira, 13 de maio de 2015

Ferreira Gomes: moradores atingidos pela inundação começam a voltar para casa

A Coordenação Estadual da Defesa Civil e a Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (Sims) atualizaram os dados referentes ao número de moradores que se encontram em abrigos na cidade de Ferreira Gomes após cinco dias do sinistro que abalou a localidade.

O número de famílias nos abrigos diminuiu para 24, totalizando 151 pessoas desabrigadas. Dessas, 12 famílias estão na Creche Municipal Sara Salomão, totalizando 77 pessoas. Outras 12 na Escola Municipal João Freire Cordeiro, sendo 74 pessoas atingidas. O abrigo localizado na Escola Municipal Pastor Jaci Torquato foi desativado. A maioria dos moradores já volta para as suas casas ou residência de parentes.

O nível do rio baixou consideravelmente. Após atingir 5,20m na régua de medição na última quinta-feira, nesta terça o afluente estava na altura de 3,98m, uma redução de 1,22m, o que é considerado normal. Durante a semana ela ficou entre 3,75m e 4m. O que existe agora são alguns pontos na parte baixa da cidade onde a água ainda não escoou.

Segundo a Defesa Civil o número de bombeiros é de 58, e nessa terça-feira mais alguns soldados chegaram para contribuir na assistência às famílias desabrigadas.

As equipes formadas por representantes da prefeitura de Ferreira Gomes, Assistência Social do Estado e município, continuam em lanchas levando água potável, cestas básicas, kits limpeza, kits bebê e colchões para as comunidades ribeirinhas. Paralelo a isto, um levantamento das vítimas ao longo do Araguari é realizado para verificar os danos provocados pela enchente. Esses dados vão subsidiar as indenizações aos afetados pela inundação.

Os trabalhos de remoção dos desabrigados e desalojados também prosseguem. A Defesa Civil monitora os abrigos e o nível do rio. Estão ocorrendo visitas constantes para monitorar as represas de Coaracy Nunes e Caldeirão, para avaliar a possibilidade de novos riscos. Apesar da situação ter sido amenizada, o alerta continua.

A Sims continua a prestar atendimento às vítimas. Colchões e refeições são distribuídos nos abrigos e os kits higiênicos são reabastecidos.

O policiamento no município também foi reforçado para evitar que as casas atingidas sejam saqueadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ação odontológica avalia cerca de 100 pacientes em Santana.

O Centro de Especialidades Odontológicas do Amapá (CEO) realizou cerca de 100 atendimentos de avaliação odontológica.  A ação que atendeu ...