quarta-feira, 17 de junho de 2015

Fórum das Cidades reúne com prefeitos para discutir o desenvolvimento econômico do Amapá

O Governo do Estado do Amapá promove nesta quinta-feira, 18, o Fórum das Cidades - Estado e Prefeituras Juntos para Cuidar das Pessoas. A programação acontecerá das 10h às 18h no espaço da Mont'Blanc Recepções.

O objetivo é estabelecer uma agenda permanente com as administrações municipais para planejar e pôr em prática programas e ações alinhadas com o governo com foco principal no desenvolvimento econômico.

"Na minha primeira gestão criei o Fórum, que tinha caráter permanente e onde cuidávamos das agendas de interesse das gestões municipais, em especial aquelas com mais potencial para alavancar o desenvolvimento social e econômico do Amapá como um todo. Agora estamos retomando este projeto", explica o governador.

Além do governador Waldez Góes, vice-governador Papaléo Paes e chefes de Executivos municipais, o encontro reunirá vereadores, gestores, coordenadores do PPA e representantes dos Poderes.

O secretário de Estado de Planejamento (Seplan), Antônio Teles Junior, ministrará a palestra "Cenários Econômicos do Amapá". Além dele, o superintendente do Sebrae Amapá, João Carlos Alvarenga, abordará o tema "Apresentação do Projeto Prefeito Empreendedor", e o pró-reitor de Extensão e Ações Comunitárias da Universidade Federal do Amapá, professor Rafael Pontes, fará a "Apresentação do Projeto Unifap Itinerante".

PPA
O evento também encerra o primeiro ciclo da construção do Plano Plurianual (PPA) Interativo 2016/2019. Desta forma, abrirá um debate com os 16 prefeitos do Estado. A proposta é discutir e validar as demandas elencadas no PPA 2012/2015 ainda não executadas e já enviadas previamente aos municípios.

O novo PPA realizou a formatação de levantamento dos municípios, coletadas na Seplan. Essas informações foram preparadas atendendo os cinco eixos estratégicos e também serão apresentadas durante o Fórum.

O evento desta quinta-feira finaliza a escolha das diretrizes e diagnóstico do ciclo de planejamento. Durante esse período, foi realizado o desdobramento técnico da proposta de governo registrado no TRE.

No diagnóstico interativo também foi realizado levantamento das informações, condições de recursos e situações que norteiam diversos aspectos de interesse das funções do Estado. Todo esse material servirá de balizamento à elaboração dos programas e projetos do PPA.

Técnicos das Assessoria de Desenvolvimento Institucional (Adins) já iniciaram a próxima fase do planejamento e construção do PPA, com treinamento para redução de planos e ações do novo modelo, que entrará em vigor em 2016.

O Plano Plurianual possui atualmente 12 eixos, 124 programas e quase 500 ações. A proposta é diminuí-lo, reduzindo a superposição de ações, desperdício de material, dinheiro, pessoal, sem deixar de atender qualitativamente e quantitativamente, aproximando os serviços públicos ao cidadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Governo federal libera R$ 600 milhões para auxiliar municípios em questões emergenciais

O governo federal liberou R$ 600 milhões para as mais de 5,5 mil cidades que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O prin...